Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Abel Cavira
Nascido em Fortaleza, CE.
Filho de Edgardo Siebra, O maior Guerreiro dos Multiversos e Fátima Cavalcante, Deusa das Amazonas, presenteado com uma irmã chamada Carolina, A Maior das Heroínas e conectado com a Estrela Mor das Galáxias, Fabi Fernandes.
Como toda criatura que não nasce de ovos cósmicos, fui gerado em um ventre e tive meu primeiro contato com o sangue ao sair de parto normal. Talvez aquele líquido vermelho tenha se entranhado mais do que deveria em mim.
Cresci com a sensação ludibriante de gostar do medo que o terror provoca e, depois de anos, finalmente meu chamado para contribuir com esse gênero maravilhoso aconteceu.
Fã do terror clássico, visceral ou paranormal, desejo contribuir para que o Brasil abra ainda mais este espaço tão marcado por narizes torcidos e frescurinhas.
Aos 32 anos sou estudante de Direito, Servidor Público e amo escrever e ler Terror, Fantasia, Ficção-científica e Suspense. Mas minha maior paixão são histórias de vampiros (exceto os que brilham sob o sol).
Influências literárias: STEPHEN KING, ANNE RICE, H. P. LOVECRAFT, EDGAR ALAN POE, BRAM STOKER, MARY SHELLEY, LEONEL CALDELA, AFONSO SOLANO, RAPHAEL DRACCON, entre outros.





Memórias Rubras. episódio 1 – Royal Flush. Parte Final

Sinto meu rosto esboçar um sorriso.

— Taí. Gostei da ideia. E quando começamos?

— Agora mesmo. — Ele abre os braços.

A água que flutua sobre nós despenca, como se houvesse um vidro a sustentá-la e, que de repente, é puxado. Somos tragados pela lagoa, numa espécie de descarga ao contrário, que nos puxa para cima. E a Lagoa Cristal não parece tão profunda quanto na hora em que mergulhei. Alcançamos o píer. Estou com a mesma roupa que visitara o bar do EdGordo pela primeira vez.

— Bom, Heitor, ainda tem um problema: Não faço a menor ideia de onde estejam os outros. Perdi a pasta com os dados, vou precisar checar meu contato de novo.

— Não será preciso, meu caro. Pois eles estão aí dentro. — Aponta para o bar com a cabeça.

— Como você sa… Ah, deixa pra lá!

 

***

Abro a porta. Nossas roupas estão enxutas. Ed está passando o pano em alguns copos. O jukebox toca mais uma de suas muitas músicas bosta. O lugar está cheio.

Dois homens conversam, ocupando uma das mesas.

Sei que são meus alvos.

Apenas sei.

 

 

II

Sentamos a uma mesa num canto mais reservado.

— É preciso que tenhas mais cuidado com estes.

— E por quê? Somos praticamente invencíveis.

— Tu achas que somos únicos no mundo? Por exemplo, de onde vêm nossos poderes? Dizem que foi o presente de uma fada a um mortal muito belo. Dizem que foi o próprio lúcifer quem trouxe de volta à vida alguém a quem tinha muita estima. E dizem que há muito tempo uma tribo encantou as águas da Lagoa Cristal.

— E qual a verdadeira?

— Em qual acreditas?

Odeio mistério.

— Mas isso não responde a pergunta que fiz. Quem são eles?

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8

Abel Cavira
Memórias Rubras. episódio 1 – Royal Flush. Parte Final

Sinto meu rosto esboçar um sorriso.

— Taí. Gostei da ideia. E quando começamos?

— Agora mesmo. — Ele abre os braços.

A água que flutua sobre nós despenca, como se houvesse um vidro a sustentá-la e, que de repente, é puxado. Somos tragados pela lagoa, numa espécie de descarga ao contrário, que nos puxa para cima. E a Lagoa Cristal não parece tão profunda quanto na hora em que mergulhei. Alcançamos o píer. Estou com a mesma roupa que visitara o bar do EdGordo pela primeira vez.

— Bom, Heitor, ainda tem um problema: Não faço a menor ideia de onde estejam os outros. Perdi a pasta com os dados, vou precisar checar meu contato de novo.

— Não será preciso, meu caro. Pois eles estão aí dentro. — Aponta para o bar com a cabeça.

— Como você sa… Ah, deixa pra lá!

 

***

Abro a porta. Nossas roupas estão enxutas. Ed está passando o pano em alguns copos. O jukebox toca mais uma de suas muitas músicas bosta. O lugar está cheio.

Dois homens conversam, ocupando uma das mesas.

Sei que são meus alvos.

Apenas sei.

 

 

II

Sentamos a uma mesa num canto mais reservado.

— É preciso que tenhas mais cuidado com estes.

— E por quê? Somos praticamente invencíveis.

— Tu achas que somos únicos no mundo? Por exemplo, de onde vêm nossos poderes? Dizem que foi o presente de uma fada a um mortal muito belo. Dizem que foi o próprio lúcifer quem trouxe de volta à vida alguém a quem tinha muita estima. E dizem que há muito tempo uma tribo encantou as águas da Lagoa Cristal.

— E qual a verdadeira?

— Em qual acreditas?

Odeio mistério.

— Mas isso não responde a pergunta que fiz. Quem são eles?

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8