Amor de Pai - Adam Mattos
Adam Mattos
Sou advogado, aficcionado por leitura de todos os gêneros, e a minha grande paixão recém descoberta é a escrita.
Já publiquei em algumas antologias de terror e de temas variados, além de ter publicado também em antologias de poesias.
O maldito me fascina, tanto na leitura quanto na escrita, meu objetivo é causar calafrios em quem lê, e em mim mesmo que escrevo.
O feio, subversivo e errante é o mal aglutinador da espécie humana, que merece ser dominado pelo medo. Cuidado, aprecie minhas obras com a mente aberta e o estômago forte.







Amor de Pai

A Mãe dá um beijo fraternal na criança
e a coloca carinhosamente para dormir
Apaga a luz sem a menor desconfiança
de que o que a menina queria mesmo era sumir

Na escuridão e no silêncio da madrugada
o pai sorrateiramente entra no quarto da filha
Que por mais que pareça estar dormindo, está ligada
escondida debaixo do cobertor como se fosse sua ilha

Um beijo para ensinar o que é amor
a uma criança que não está preparada
vem ca filhinha, vem, papai quer te amar sem dor
A pobre menina está completamente desamparada

A escuridão esconde o segredo dos outros
A menina com medo esconde e sente a culpa
Já perdeu a conta de quantos encontros
e só pensa em como pedir para a mãe, desculpa.

 

Adam Mattos
Amor de Pai

A Mãe dá um beijo fraternal na criança
e a coloca carinhosamente para dormir
Apaga a luz sem a menor desconfiança
de que o que a menina queria mesmo era sumir

Na escuridão e no silêncio da madrugada
o pai sorrateiramente entra no quarto da filha
Que por mais que pareça estar dormindo, está ligada
escondida debaixo do cobertor como se fosse sua ilha

Um beijo para ensinar o que é amor
a uma criança que não está preparada
vem ca filhinha, vem, papai quer te amar sem dor
A pobre menina está completamente desamparada

A escuridão esconde o segredo dos outros
A menina com medo esconde e sente a culpa
Já perdeu a conta de quantos encontros
e só pensa em como pedir para a mãe, desculpa.