Eu vivo por sua dor - Allan Fear
Allan Fear
Eu sou Allan Fear, um escritor de contos, em sua maioria de terror. Desde a adolescência que gostava de escrever e desenhar, confesso que tenho um gosto um tanto excêntrico pelo horror. Vivo tendo idéias horripilantes o tempo todo. Gosto de escrever contos tanto para crianças quanto para adultos.
Eu tenho algumas obras publicadas pela editora Clube de Autores e continuo escrevendo. Recentemente dei vida a meu alter ego inumano, o Sr. Medo, que narra alguns de meus contos para um canal no You Tube.
Eu gosto muito de ler livros de mistério, HQ's, ver filmes e ouvir antigas canções de Heavy metal, mas o que me inspira mesmo a escrever é a boa e velha música clássica.
E-mail: noitesdehalloween@gmail.com
Site: https://noitesdehalloween.wixsite.com/allanfear





Eu vivo por sua dor

Abra os olhos.

Sua mente irá te levar numa viagem de submissão.

Além de sua imaginação, nós te faremos sentir uma forte emoção.

Dor.

Apenas sinta-a em sua pele.

A câmara da tortura a levará a loucura.

Você será a ré.

Culpada até provar sua inocência.

Vista-se em couro e metal.

Sinta o aço perfurar lentamente a sua pele.

O seu sangue irá derramar e nesta noite tenha a certeza que você sofrerá.

Irá implorar!

Suplicar!

Mendigar!

Mas nós não iremos parar antes da noite acabar.

Não conte com sua sorte.

Saiba que você é nossa cobaia humana.

Mas não é pelo ódio.

Nem pelo amor.

Tem a ver com suas lágrimas.

Gritos de uma depravada condenada.

Saiba o porquê!

Tente entender!

Não se trata de uma obsessão.

É apenas diversão.

Prazeres de uma sádica execução.

Allan Fear
Eu vivo por sua dor

Abra os olhos.

Sua mente irá te levar numa viagem de submissão.

Além de sua imaginação, nós te faremos sentir uma forte emoção.

Dor.

Apenas sinta-a em sua pele.

A câmara da tortura a levará a loucura.

Você será a ré.

Culpada até provar sua inocência.

Vista-se em couro e metal.

Sinta o aço perfurar lentamente a sua pele.

O seu sangue irá derramar e nesta noite tenha a certeza que você sofrerá.

Irá implorar!

Suplicar!

Mendigar!

Mas nós não iremos parar antes da noite acabar.

Não conte com sua sorte.

Saiba que você é nossa cobaia humana.

Mas não é pelo ódio.

Nem pelo amor.

Tem a ver com suas lágrimas.

Gritos de uma depravada condenada.

Saiba o porquê!

Tente entender!

Não se trata de uma obsessão.

É apenas diversão.

Prazeres de uma sádica execução.