Projeto K9 - Parte 2 - Allan Fear
Allan Fear
Eu sou Allan Fear, um escritor de contos, em sua maioria de terror. Desde a adolescência que gostava de escrever e desenhar, confesso que tenho um gosto um tanto excêntrico pelo horror. Vivo tendo idéias horripilantes o tempo todo. Gosto de escrever contos tanto para crianças quanto para adultos.
Eu tenho algumas obras publicadas pela editora Clube de Autores e continuo escrevendo. Recentemente dei vida a meu alter ego inumano, o Sr. Medo, que narra alguns de meus contos para um canal no You Tube.
Eu gosto muito de ler livros de mistério, HQ's, ver filmes e ouvir antigas canções de Heavy metal, mas o que me inspira mesmo a escrever é a boa e velha música clássica.
E-mail: noitesdehalloween@gmail.com
Site: https://noitesdehalloween.wixsite.com/allanfear





Projeto K9 – Parte 2

Pedrosa preparou seu bote, olhando ao redor, se certificando de que não havia policiais por perto ou potenciais ameaças, esperou ouvir o ruído de ar quando o motorista fechou a porta do veículo e pisou com força no acelerador. Foi neste exato momento que, impulsionado pela adrenalina, Pedrosa deu seu bote, saltando e pegando o celular da jovem moça, agarrando-o com sua mão forte, puxando-o com força.

A moça gritou de surpresa, chamando a atenção dos demais passageiros, enquanto Pedrosa pousou os pés no chão e começou a correr.

Lora fez sinal com a cabeça para Rodrigo que estava aturdido e correram para o lado oposto de Pedrosa.

Pedrosa ouviu gritarem: “pega ladrão” enquanto corria entre os carros, desviando deles. Cruzou uma esquina e viu um policial gordo atravessar a rua e vir em sua direção.

Páginas: 1 2

Allan Fear
Projeto K9 – Parte 2

Pedrosa preparou seu bote, olhando ao redor, se certificando de que não havia policiais por perto ou potenciais ameaças, esperou ouvir o ruído de ar quando o motorista fechou a porta do veículo e pisou com força no acelerador. Foi neste exato momento que, impulsionado pela adrenalina, Pedrosa deu seu bote, saltando e pegando o celular da jovem moça, agarrando-o com sua mão forte, puxando-o com força.

A moça gritou de surpresa, chamando a atenção dos demais passageiros, enquanto Pedrosa pousou os pés no chão e começou a correr.

Lora fez sinal com a cabeça para Rodrigo que estava aturdido e correram para o lado oposto de Pedrosa.

Pedrosa ouviu gritarem: “pega ladrão” enquanto corria entre os carros, desviando deles. Cruzou uma esquina e viu um policial gordo atravessar a rua e vir em sua direção.

Páginas: 1 2