VÍSCERAS, MIOLOS E MUITA CARNIÇA- Parte 06 (Final) - Allan Fear
Allan Fear
Eu sou Allan Fear, um escritor de contos, em sua maioria de terror. Desde a adolescência que gostava de escrever e desenhar, confesso que tenho um gosto um tanto excêntrico pelo horror. Vivo tendo idéias horripilantes o tempo todo. Gosto de escrever contos tanto para crianças quanto para adultos.
Eu tenho algumas obras publicadas pela editora Clube de Autores e continuo escrevendo. Recentemente dei vida a meu alter ego inumano, o Sr. Medo, que narra alguns de meus contos para um canal no You Tube.
Eu gosto muito de ler livros de mistério, HQ's, ver filmes e ouvir antigas canções de Heavy metal, mas o que me inspira mesmo a escrever é a boa e velha música clássica.
E-mail: noitesdehalloween@gmail.com
Site: https://noitesdehalloween.wixsite.com/allanfear





VÍSCERAS, MIOLOS E MUITA CARNIÇA- Parte 06 (Final)

Um sorriso iluminou minha face e eu cavalguei às pressas para a fazenda onde eu vivia.

Ao chegar na fazenda eu desci do cavalo e corri para minha filha, abri a porta do cativeiro e a envolvi em um abraço, chorando de felicidade e depois de dor, afinal ela se aproveitou daquela oportunidade para cravar seus dentinhos de leite no meu pescoço.

Eu sabia que a febre seria terrível, mas logo eu estaria liberto de todo o mal que a sociedade me fez, eu seria um novo ser, um pai para minha filha neste novo mundo pacífico, fedorento, onde tudo que importava era a necessidade mais básica do ser humano: Se alimentar.     

FIM

 

Páginas: 1 2 3 4

Allan Fear
VÍSCERAS, MIOLOS E MUITA CARNIÇA- Parte 06 (Final)

Um sorriso iluminou minha face e eu cavalguei às pressas para a fazenda onde eu vivia.

Ao chegar na fazenda eu desci do cavalo e corri para minha filha, abri a porta do cativeiro e a envolvi em um abraço, chorando de felicidade e depois de dor, afinal ela se aproveitou daquela oportunidade para cravar seus dentinhos de leite no meu pescoço.

Eu sabia que a febre seria terrível, mas logo eu estaria liberto de todo o mal que a sociedade me fez, eu seria um novo ser, um pai para minha filha neste novo mundo pacífico, fedorento, onde tudo que importava era a necessidade mais básica do ser humano: Se alimentar.     

FIM

 

Páginas: 1 2 3 4