Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Bras Santtana
Bras Santtana nasceu em São Paulo, no ano de 1995. Dedica-se, atualmente, aos estudos – cursa Letras-Português na Universidade Estadual de Alagoas. Desde a infância nutre uma admiração profunda pela criação, sobretudo no campo artístico. É poeta e tem um gato chamado Januário.






Sem Título

Por questões de sobrevivência, os elefantes nunca esquecem o caminho percorrido – independentemente da distância e do tempo gasto. Assim, saberão a localização exata da água e do alimento existentes entre os extremos de um percurso. Eles, os elefantes, podem reter, por décadas, paisagens, aromas e outros pormenores. Nós, seres humanos, por questões de sobrevivência, esquecemos, por vezes, os caminhos percorridos; alguns, os amaldiçoados, nunca esquecem nada. Os pretéritos que se sucedem, forjam, mesmo que sem intenção, um demônio inexistente: a memória. 

 

Bras Santtana
Sem Título

Por questões de sobrevivência, os elefantes nunca esquecem o caminho percorrido – independentemente da distância e do tempo gasto. Assim, saberão a localização exata da água e do alimento existentes entre os extremos de um percurso. Eles, os elefantes, podem reter, por décadas, paisagens, aromas e outros pormenores. Nós, seres humanos, por questões de sobrevivência, esquecemos, por vezes, os caminhos percorridos; alguns, os amaldiçoados, nunca esquecem nada. Os pretéritos que se sucedem, forjam, mesmo que sem intenção, um demônio inexistente: a memória.