A Ceifadora - C.B. Kaihatsu
C.B. Kaihatsu
C. B. Kaihatsu é escritora, poetisa, engenheira de controle e automação, bailarina clássica e de jazz e colunista cultural do Jornal Tribuna de Paulínia, da revista Amazing e do site CultEcléticos.
Coautora do livro “Retalhos: Almas em Versos” (Editora Empíreo), vencedor do Prêmio Brasil Entre Palavras na categoria Melhor Livro de Poesia de 2016, também participou das antologias: Mais Amor, Por Favor (Editora Coerência), Arquivos do Mal (Editora Coerência), A Arte do Terror – Cartas (Elemental Editoração). É organizadora da antologia de contos de terror e suspense “A Sociedade dos Corvos” publicada este ano pela Editora Coerência. O Mestre do Horror, R. F. Lucchetti, participa como prefaciador e autor convidado.
Ainda em 2017, possui participação nas antologias: Vampiro: Um Livro Colaborativo (Editora Empíreo) , Playlist – Contos Musicais (Editora Rouxinol) e Noite Natalina (Editora Skull).
Fã de Fórmula 1, já colaborou com artigos para o blog F1 – Fórmula 1.

E-mail: c.b.kaihatsu@gmail.com
Fanpage: facebook.com/C.B.Kaihatsu
Wattpad: CBKaihatsu






A Ceifadora

Irei ao seu encontro à meia-noite, minha hora favorita. Quando ouvir o badalar dos sinos, espere-me tranquilo. Não resista. Torne isso mais fácil para si mesmo.
Sentirá nos lábios o último beijo em vida, e esta o deixará num sopro.
Peço que não suplique. É patético e não funciona. Até hoje nenhum Ward fez isso. Tenha dignidade pelo menos na hora de desencarnar.
Eu tenho muitas faces, mas não se preocupe! Você irá me reconhecer quando eu chegar para nosso derradeiro encontro.
Até breve!

A Ceifadora de Vidas

PS: Não adianta gastar as últimas horas pedindo perdão por uma vida inteira de pecados. Acredite, isso não diminuirá sua pena!

Páginas: 1 2

C.B. Kaihatsu
A Ceifadora

Irei ao seu encontro à meia-noite, minha hora favorita. Quando ouvir o badalar dos sinos, espere-me tranquilo. Não resista. Torne isso mais fácil para si mesmo.
Sentirá nos lábios o último beijo em vida, e esta o deixará num sopro.
Peço que não suplique. É patético e não funciona. Até hoje nenhum Ward fez isso. Tenha dignidade pelo menos na hora de desencarnar.
Eu tenho muitas faces, mas não se preocupe! Você irá me reconhecer quando eu chegar para nosso derradeiro encontro.
Até breve!

A Ceifadora de Vidas

PS: Não adianta gastar as últimas horas pedindo perdão por uma vida inteira de pecados. Acredite, isso não diminuirá sua pena!

Páginas: 1 2