Aforismo da função - David Gomes
David Gomes
David Gomes. Meu nome, mas não sou eu. Quem sou fora das palavras? Uma máquina orgânica, complexa, lançada no mundo. Poeta, compositor, musicista repudiado, amante da Filosofia e maníaco das películas de horror. David é medo, desespero, ansiedade, questionamento, gargalhada e choro. Falar sobre um ser humano em construção é algo bastante complicado, posso fornecer sínteses, interpretações, mas somente eu saberei interiormente o que me constitui a cada segundo fracionado. Quem sabe até eu não saiba quem sou. A vida é o maior exemplo concreto de contradição do que se é viver.




Aforismo da função

Selva de concreto nunca dorme

Da fantasiosa maldade tudo se absorve

Tiro de fuzil faz fulano virar peneira

Pacificação é coisa metafísica

O café da manhã é um baseado

Um copo de água e de olho na contensão

Nunca dorme, tira cochilo, uma carreira

Outro tiro, uma cevada, traz a quentinha

Do alto do morro a visão é bela

O sorriso não impera

Felicidade é uma palavra não concreta

Aqui não se chora, se vende, se intoca

A beleza do por do sol não é compreendida

Lá se vai mais um dia

Qual o sentido da vida?

 

 

David Gomes
Aforismo da função

Selva de concreto nunca dorme

Da fantasiosa maldade tudo se absorve

Tiro de fuzil faz fulano virar peneira

Pacificação é coisa metafísica

O café da manhã é um baseado

Um copo de água e de olho na contensão

Nunca dorme, tira cochilo, uma carreira

Outro tiro, uma cevada, traz a quentinha

Do alto do morro a visão é bela

O sorriso não impera

Felicidade é uma palavra não concreta

Aqui não se chora, se vende, se intoca

A beleza do por do sol não é compreendida

Lá se vai mais um dia

Qual o sentido da vida?