Degradê vermelho - David Gomes
David Gomes
David Gomes. Meu nome, mas não sou eu. Quem sou fora das palavras? Uma máquina orgânica, complexa, lançada no mundo. Poeta, compositor, musicista repudiado, amante da Filosofia e maníaco das películas de horror. David é medo, desespero, ansiedade, questionamento, gargalhada e choro. Falar sobre um ser humano em construção é algo bastante complicado, posso fornecer sínteses, interpretações, mas somente eu saberei interiormente o que me constitui a cada segundo fracionado. Quem sabe até eu não saiba quem sou. A vida é o maior exemplo concreto de contradição do que se é viver.




Degradê vermelho
Pintura realista, com textura em alto-relevo
De tonalidade do mais claro ao mais escuro
Na tela da tua camisa branca
A mais perfeita aquarela
Nada mais apolíneo do que um pincel
Feito do teu podre dedo indicador
Um fascista de merda tem utilidade
Morto e mergulhado no vermelho,
Cada pincelada um símbolo
O degradê pincelado com sutileza
Podemos criar arte com resquícios
De lixo.
 
David Gomes
Degradê vermelho
Pintura realista, com textura em alto-relevo
De tonalidade do mais claro ao mais escuro
Na tela da tua camisa branca
A mais perfeita aquarela
Nada mais apolíneo do que um pincel
Feito do teu podre dedo indicador
Um fascista de merda tem utilidade
Morto e mergulhado no vermelho,
Cada pincelada um símbolo
O degradê pincelado com sutileza
Podemos criar arte com resquícios
De lixo.