Um caso de amor em Encélado - E. B. Toniolli
E. B. Toniolli
Sou um contador de histórias.
Desde que tenho consiência de minha existência conto histórias.
Sou péssimo com nomes e rostos e a vida das pessoas não me atrai, mas as suas histórias sim.
Cada dia uma nova história, com suas banalidades, com suas expectativas, frustrações, seus sonhos, medos...
Me agrada o caos presente na ordem e a ordem sistemática presente no caos.
E assim levo a vida: entre extremos de crenças e crença nenhuma, entre a criação do novo e a reciclagem do bem e do mau, do belo e do feio.
Entre os diversos meios de retratar a vida, de criar conceitos em empresa, de vender esperanças na harmonia das coisas e das pessoas.
E assim levo a vida, contando histórias.

E-mail: toniolli@gmail.com
Facebook: facebook.com/ebtoniolli




Um caso de amor em Encélado

– Se fodeu seu filho da puta. Seu escravizador de merda. Eu te odeio e vou voltar pra casa matar aqueles filhotes ridículos que você me obrigou a parir. Hahahahahaha… 10 anos de escravidão, mas você teve o que mereceu. Seu merda, seu bosta, pau pequeno… tomara que você consiga me ouvir por que eu vou matar seus pais, seus gães, seus sobrinhos… Não vai ficar ninguém vivo… Hahahahahaha.

E logo outro jato de gêiser e a brancura volta a cobrir Encélado.

Páginas: 1 2 3

E. B. Toniolli
Um caso de amor em Encélado

– Se fodeu seu filho da puta. Seu escravizador de merda. Eu te odeio e vou voltar pra casa matar aqueles filhotes ridículos que você me obrigou a parir. Hahahahahaha… 10 anos de escravidão, mas você teve o que mereceu. Seu merda, seu bosta, pau pequeno… tomara que você consiga me ouvir por que eu vou matar seus pais, seus gães, seus sobrinhos… Não vai ficar ninguém vivo… Hahahahahaha.

E logo outro jato de gêiser e a brancura volta a cobrir Encélado.

Páginas: 1 2 3