Um presente de natal - E. B. Toniolli
E. B. Toniolli
Sou um contador de histórias.
Desde que tenho consiência de minha existência conto histórias.
Sou péssimo com nomes e rostos e a vida das pessoas não me atrai, mas as suas histórias sim.
Cada dia uma nova história, com suas banalidades, com suas expectativas, frustrações, seus sonhos, medos...
Me agrada o caos presente na ordem e a ordem sistemática presente no caos.
E assim levo a vida: entre extremos de crenças e crença nenhuma, entre a criação do novo e a reciclagem do bem e do mau, do belo e do feio.
Entre os diversos meios de retratar a vida, de criar conceitos em empresa, de vender esperanças na harmonia das coisas e das pessoas.
E assim levo a vida, contando histórias.

E-mail: toniolli@gmail.com
Facebook: facebook.com/ebtoniolli




Um presente de natal

*****

Num planeta distante chamado Darkan, uma esposa ansiosa está mexendo em seu comunicar, esperando seu companheiro chegar. A porta de carbonidium se desmaterializa quando ele entra no recinto, juntamente com uma criança humana que chorava copiosamente presa a uma gaiola.

– Meu amor que presente maravilhoso.

– Sim, meu amor. Ele tem o choro mais potente, lindo e triste em 10 galáxias…

Seus 2 filhos correm em direção a eles.

– Que choro lindo. Que maravilha. Vamos comer ele?

– Meu amor, você não raptou ele né? Sabe que se não foi entregue de coração vai nos fazer mal.

– Não se preocupe. Ele foi entregue em troca da cura de uma enfermidade. Pelos menos é isso que pensam.

– Que ótimo, meu amor. Você sempre ludibriando esses seres inocentes e tolos. Vou prepara a assadeira. Vamos assar ele vivo e bem lentamente pra poder ouvir esse lindo choro durante dias.

 

Páginas: 1 2 3

E. B. Toniolli
Um presente de natal

*****

Num planeta distante chamado Darkan, uma esposa ansiosa está mexendo em seu comunicar, esperando seu companheiro chegar. A porta de carbonidium se desmaterializa quando ele entra no recinto, juntamente com uma criança humana que chorava copiosamente presa a uma gaiola.

– Meu amor que presente maravilhoso.

– Sim, meu amor. Ele tem o choro mais potente, lindo e triste em 10 galáxias…

Seus 2 filhos correm em direção a eles.

– Que choro lindo. Que maravilha. Vamos comer ele?

– Meu amor, você não raptou ele né? Sabe que se não foi entregue de coração vai nos fazer mal.

– Não se preocupe. Ele foi entregue em troca da cura de uma enfermidade. Pelos menos é isso que pensam.

– Que ótimo, meu amor. Você sempre ludibriando esses seres inocentes e tolos. Vou prepara a assadeira. Vamos assar ele vivo e bem lentamente pra poder ouvir esse lindo choro durante dias.

 

Páginas: 1 2 3