Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
E. Mattüs
E. Mattüs, ou simplesmente Mattüs – como é conhecido no submundo das artes e agitos psicoquímicos -, é natural de Palmeira dos Índios em Alagoas e habita o underground maceioense há mais de uma década. A figura surgiu na literatura através do universo dos fanzines, sendo editor do grotesco zine marginal “Spermental” (2006-2013), “O Novo Pagão”, “Histórias pra Belzebu Dormir” e colaborador dezenas de outros zines com malucos de todo o país. O monstro também é roteirista/produtor da degenerada “Scoria Filmes”, produtora de filmes trash/experimentais nascida há mais de uma década e com cerca de 10 trabalhos; dentre eles, o curta “O Panorama da Carne” (2013) e o média metragem “Surf Kaeté” (2015). Não satisfeito em destruir a dignidade da literatura e do cinema, Mattüs ainda participa do projeto antimusical “Power of The Nóia”, que está lançando em 2016 seu sexto disco recheado de insucessos.




A providência divina ataca novamente!

Natanael estava convicto! Deus havia tocado seu coração e falado de maneira espectral diretamente com sua pessoa! Era um Milagre. Uma benção somente registrada na sagrada escritura. Deus falando com sua cria num momento que transcende a compreensão humana. Ato de fé, Glória e Louvor. Natanael tem uma missão ditada por Deu$.

Ele volta para seu humilde apartamento financiado em divisão de parcelas com a esposa. Executor a missão divina. Dias depois, os próprios moradores do condomínio denunciaram o desaparecimento de sua vizinha. Natanael estava salvo. Tinha a graça divina, e se sua esposa não aceitava isso. As palavras de seu mestre eram bem claras: elaborar o resgate da alma amada. Lá em cima, ela iria entender as razões do amor do pai em comunhão com o espírito santo.

Dois ou três vizinhos mais próximos, em depoimento à polícia, afirmaram que acharam alguns hábitos estranhos na última semana. Sendo citadas duas ações constantes: o uso contínuo do liquidificador e da descarga no sanitário. A polícia nunca encontrou um corpo de delito. Esse negócio de fé dá um trabalho danado…

 

 

E. Mattüs
A providência divina ataca novamente!

Natanael estava convicto! Deus havia tocado seu coração e falado de maneira espectral diretamente com sua pessoa! Era um Milagre. Uma benção somente registrada na sagrada escritura. Deus falando com sua cria num momento que transcende a compreensão humana. Ato de fé, Glória e Louvor. Natanael tem uma missão ditada por Deu$.

Ele volta para seu humilde apartamento financiado em divisão de parcelas com a esposa. Executor a missão divina. Dias depois, os próprios moradores do condomínio denunciaram o desaparecimento de sua vizinha. Natanael estava salvo. Tinha a graça divina, e se sua esposa não aceitava isso. As palavras de seu mestre eram bem claras: elaborar o resgate da alma amada. Lá em cima, ela iria entender as razões do amor do pai em comunhão com o espírito santo.

Dois ou três vizinhos mais próximos, em depoimento à polícia, afirmaram que acharam alguns hábitos estranhos na última semana. Sendo citadas duas ações constantes: o uso contínuo do liquidificador e da descarga no sanitário. A polícia nunca encontrou um corpo de delito. Esse negócio de fé dá um trabalho danado…