Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Fabiano Soares
Formado em jornalismo, detesta jornalismo. Escrito assim em terceira pessoa parece melhor para uma minibiografia. Fabiano tenta se dedicar a muitas coisas, levando-se pela paixão das diversas formas de artes: música, textos, filmes. E é nessa esquizofrenia de interesses, onde tenta dedicar-se um pouco a cada coisa que acaba como um jornalista: sabendo nada de muita coisa. Não sabe fazer música, não sabe escrever textos e não sabe fazer filmes. Mas tenta fazer tudo isso e segue, literalmente, amador. É isso mesmo que ele quer. Apaixonado também por temas sombrios e por uma sombria vontade de avacalhar temas sombrios, não consegue fazer nada sério, portanto, não criem expectativas. Divirtam-se, ou não.
E-mail: fabianocabeludo@yahoo.com.br
Facebook: facebook.com/fabiano. cabeludosoares






A linha da vida

        A metamorfose não foi em borboleta, mas em uma casa de vermes, que no final, virou apenas milhões de vermes disformes. Lindo de se ver, com um cheiro pútrido inigualável.

        A quiromancia não mente.

 

Páginas: 1 2

Fabiano Soares
A linha da vida

        A metamorfose não foi em borboleta, mas em uma casa de vermes, que no final, virou apenas milhões de vermes disformes. Lindo de se ver, com um cheiro pútrido inigualável.

        A quiromancia não mente.

 

Páginas: 1 2