Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Fabiano Soares
Formado em jornalismo, detesta jornalismo. Escrito assim em terceira pessoa parece melhor para uma minibiografia. Fabiano tenta se dedicar a muitas coisas, levando-se pela paixão das diversas formas de artes: música, textos, filmes. E é nessa esquizofrenia de interesses, onde tenta dedicar-se um pouco a cada coisa que acaba como um jornalista: sabendo nada de muita coisa. Não sabe fazer música, não sabe escrever textos e não sabe fazer filmes. Mas tenta fazer tudo isso e segue, literalmente, amador. É isso mesmo que ele quer. Apaixonado também por temas sombrios e por uma sombria vontade de avacalhar temas sombrios, não consegue fazer nada sério, portanto, não criem expectativas. Divirtam-se, ou não.
E-mail: fabianocabeludo@yahoo.com.br
Facebook: facebook.com/fabiano. cabeludosoares






Língua Estrangeira

Há uma língua estranha
(Se puderes, evite)
Apontada como emudecedora

Que no entanto tem sua
Própria gramática
P’rá alma errática
Ser vil consoladora

Poucas palavras fazem
Parte dessa tal língua,
Os atos são o que a torna robusta

Desespero, urro, tiro
Vocabulário banal
O verbete principal
Suicídio; Angústia.

Fabiano Soares
Língua Estrangeira

Há uma língua estranha
(Se puderes, evite)
Apontada como emudecedora

Que no entanto tem sua
Própria gramática
P’rá alma errática
Ser vil consoladora

Poucas palavras fazem
Parte dessa tal língua,
Os atos são o que a torna robusta

Desespero, urro, tiro
Vocabulário banal
O verbete principal
Suicídio; Angústia.