Lúcifer / Éris - Flávio Assumpção
Flávio Assumpção
Eu escrevo desde 2007. Trabalho com contos de terror e ficção científica. Fui influenciado por Lautreamont, Marquês de Sade, Philip K. Dick, Robert Anton Wilson, Willian Burroughs, Augusto dos Anjos, Hakim Bey, Alan Moore, Clive Barker, entre outros. Quando não estou sob a influência dos demônios do caos, costumo trabalhar como psicólogo clínico na cidade de São Paulo.





Lúcifer / Éris

Finalmente nos encontramos Lúcifer. Estava te esperando, você cumpriu sua jornada cósmica. Finalmente uma transformação real irá acontecer com estes humanos, com aqueles que são teus filhos.

Éris corta a garganta do bode negro e diz: “-Venha Lúcifer, beba esse sangue quente comigo, celebramos juntos o início de uma nova era na harmonia do caos cósmico”.

Deixamos eles sozinhos mais uma vez com os teus ensinamentos de liberdade e de reconciliação com o corpo e com a inteligência. Hoje nós brindamos a nossa vitória na guerra contra a estupidez e a ignorância, finalmente o ego humano foi derrotado abrindo espaço para uma nova mente real e unificada com o novo humano que nasce nessa alvorada dourada. Serão responsáveis apenas por si próprios e irão colocar em prática a sua essência real, o apoio mútuo para o desenvolvimento de sua espécie frágil e grandiosa. Você os ensinou a olhar para o infinito e para as estrelas que eles são e os mostrou que o universo vive em suas mentes e que eles são parte do grande caos. Você em sua jornada os ensinou que o universo é um ser vivo assim como eles próprios e assim como o seu planeta também o é. Você os ensinou a não adorar imagens e fantasias e a não projetar o melhor de si em deuses falsos, os ensinou a assumir a responsabilidade pelas suas próprias existências únicas.

Hoje eles irão crescer sabendo que possuem um eu interior superior e que deve ser refinado, lapidado e cuidado a cada dia de suas vidas. Pois o universo está vivo dentro dos seres das galáxias. Nós somos o grande caos.

O grande caos não quer ser adorado ele quer o gozo, o sorriso, a alegria. Ele quer transcender o ser, ele quer a explosão, a mutação, a transformação e o renascimento a cada segundo. Ele quer o agora. Ele quer o devir e ele quer a vida.

A realização dos seres é a vontade do universo.

Lúcifer olha para Éris e pergunta:
“Mas quem eu sou realmente?”
Éris responde:
Você é o mais humano de todos; é o anjo caído, é o demônio da revolta, é a rebeldia que leva à luta e ao questionamento, você é o que move os humanos. Você está em todos os humanos, você é muitos a cada dia, assim como os teus humanos divinamente bastardos. Eles possuem a revolução em suas mentes e a rebeldia correndo em suas veias, eles possuem a sua paixão criadora pulsando em seus corações. Você deu isso a eles. Por isso fora considerado maldito por aqueles que alimentaram a doença do ego, por aqueles que alimentaram o medo e a covardia, por aqueles que venderam a salvação de suas idéias puras em troca do servilismo, da escravidão da alma e da mente, por aqueles que alimentaram e produziram o vírus da estupidez.

Páginas: 1 2 3

Flávio Assumpção
Lúcifer / Éris

Finalmente nos encontramos Lúcifer. Estava te esperando, você cumpriu sua jornada cósmica. Finalmente uma transformação real irá acontecer com estes humanos, com aqueles que são teus filhos.

Éris corta a garganta do bode negro e diz: “-Venha Lúcifer, beba esse sangue quente comigo, celebramos juntos o início de uma nova era na harmonia do caos cósmico”.

Deixamos eles sozinhos mais uma vez com os teus ensinamentos de liberdade e de reconciliação com o corpo e com a inteligência. Hoje nós brindamos a nossa vitória na guerra contra a estupidez e a ignorância, finalmente o ego humano foi derrotado abrindo espaço para uma nova mente real e unificada com o novo humano que nasce nessa alvorada dourada. Serão responsáveis apenas por si próprios e irão colocar em prática a sua essência real, o apoio mútuo para o desenvolvimento de sua espécie frágil e grandiosa. Você os ensinou a olhar para o infinito e para as estrelas que eles são e os mostrou que o universo vive em suas mentes e que eles são parte do grande caos. Você em sua jornada os ensinou que o universo é um ser vivo assim como eles próprios e assim como o seu planeta também o é. Você os ensinou a não adorar imagens e fantasias e a não projetar o melhor de si em deuses falsos, os ensinou a assumir a responsabilidade pelas suas próprias existências únicas.

Hoje eles irão crescer sabendo que possuem um eu interior superior e que deve ser refinado, lapidado e cuidado a cada dia de suas vidas. Pois o universo está vivo dentro dos seres das galáxias. Nós somos o grande caos.

O grande caos não quer ser adorado ele quer o gozo, o sorriso, a alegria. Ele quer transcender o ser, ele quer a explosão, a mutação, a transformação e o renascimento a cada segundo. Ele quer o agora. Ele quer o devir e ele quer a vida.

A realização dos seres é a vontade do universo.

Lúcifer olha para Éris e pergunta:
“Mas quem eu sou realmente?”
Éris responde:
Você é o mais humano de todos; é o anjo caído, é o demônio da revolta, é a rebeldia que leva à luta e ao questionamento, você é o que move os humanos. Você está em todos os humanos, você é muitos a cada dia, assim como os teus humanos divinamente bastardos. Eles possuem a revolução em suas mentes e a rebeldia correndo em suas veias, eles possuem a sua paixão criadora pulsando em seus corações. Você deu isso a eles. Por isso fora considerado maldito por aqueles que alimentaram a doença do ego, por aqueles que alimentaram o medo e a covardia, por aqueles que venderam a salvação de suas idéias puras em troca do servilismo, da escravidão da alma e da mente, por aqueles que alimentaram e produziram o vírus da estupidez.

Páginas: 1 2 3