Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Flávio Assumpção
Eu escrevo desde 2007. Trabalho com contos de terror e ficção científica. Fui influenciado por Lautreamont, Marquês de Sade, Philip K. Dick, Robert Anton Wilson, Willian Burroughs, Augusto dos Anjos, Hakim Bey, Alan Moore, Clive Barker, entre outros. Quando não estou sob a influência dos demônios do caos, costumo trabalhar como psicólogo clínico na cidade de São Paulo.





Sr. Capa Preta

Esta é a casa de magia do pai Benedito. Ali ele faz trabalhos onde ele cobra fortunas das pobres almas ignorantes que o procuram por desespero e sem escrúpulo algum pai Benedito explora a todos que o procuram. Além de extorquir financeiramente o seus consulentes ele também explora sexualmente algumas de suas fiéis mais jovens dizendo que é para livrá-las de trabalhos ruins e de maus espíritos. Pai Benedito é uma pessoa de péssima índole. Ele é um homem com mais de quarenta anos de idade, de pele morena, com alguns fios grisalhos em seu cabelo.
Na entrada de seu centro de magia ele possuí algumas imagens como as de Xangô,Ogum,Oxossi,Obaluaê e Iemanjá, apenas para iludir os seus clientes mostrando que ele realmente é um homem de fé. Na parte interna de seu centro de rituais as paredes são pintadas de preto e nelas contendo pinturas de sigilos mágico,pentagramas,símbolos cabalísticos,cruzes de caravaca e pontos riscados de Exus. Velas negras e vermelhas iluminam levemente o local deixando-o numa penumbra constante. O cheiro de incenso toma conta de todo o local. No centro da sala há um trono enorme de cor vermelha e negra no chão, imagens de vários exus como o Tiriri, Tranca Ruas,Exu mirim,Exu morcego,pombagiras adornadas com rosas vermelhas,o Exu veludo também estava lá assim como as imagens dos Exus Tata caveira e Marabô. Mais ao lado havia duas imagens de entidades do Vodu Haitiano, eles eram Papa legba e Barão Samedi. Todas as imagens estavam com suas devidas oferendas postadas aos seus pés. Pratos com farofa, azeite de dendê,pimentas vermelhas,charutos caros,taças de vinho,rum,champanhe,conhaque,whisky e cachaça.
Ao fundo estavam as maiores imagens do recinto, aquelas que eram dos Exus que tinham maior poder e influência em seu templo segundo as crenças de Pai Benedito. Três grandes imagens de Belzebu com suas asas negras e cabeça de búfalo, a imagem enorme de Exu Lúcifer o maioral e a imagem de Exu Capa Preta. Todos contendo suas devidas oferendas a seus pés.
Naquela noite Pai Benedito iria invocar o Exu Capa Preta para realizar um trabalho para aumentar as suas finanças e para acabar com um de seus rivais no ramo da magia negra.
O seu maior rival era o pai Alfredo dono de uma loja de artigos religiosos do bairro. Este também era pai de santo e efetuava trabalhos na linha da magia branca. Ele era o oposto de Benedito. Alfredo sabia que a alta magia deveria ser realizada para beneficiar o próximo,ser feita de coração e nunca para o mal. Uma vez realizado um trabalho visando o benefício próprio e o mal de outrem a magia se voltava para aquele que realizara o trabalho. Benedito também sabia disso mas não se importava com as conseqüências,uma vez que nenhum de seus trabalhos mágicos haviam se voltado contra ele.

Páginas: 1 2 3 4 5

Flávio Assumpção
Sr. Capa Preta

Esta é a casa de magia do pai Benedito. Ali ele faz trabalhos onde ele cobra fortunas das pobres almas ignorantes que o procuram por desespero e sem escrúpulo algum pai Benedito explora a todos que o procuram. Além de extorquir financeiramente o seus consulentes ele também explora sexualmente algumas de suas fiéis mais jovens dizendo que é para livrá-las de trabalhos ruins e de maus espíritos. Pai Benedito é uma pessoa de péssima índole. Ele é um homem com mais de quarenta anos de idade, de pele morena, com alguns fios grisalhos em seu cabelo.
Na entrada de seu centro de magia ele possuí algumas imagens como as de Xangô,Ogum,Oxossi,Obaluaê e Iemanjá, apenas para iludir os seus clientes mostrando que ele realmente é um homem de fé. Na parte interna de seu centro de rituais as paredes são pintadas de preto e nelas contendo pinturas de sigilos mágico,pentagramas,símbolos cabalísticos,cruzes de caravaca e pontos riscados de Exus. Velas negras e vermelhas iluminam levemente o local deixando-o numa penumbra constante. O cheiro de incenso toma conta de todo o local. No centro da sala há um trono enorme de cor vermelha e negra no chão, imagens de vários exus como o Tiriri, Tranca Ruas,Exu mirim,Exu morcego,pombagiras adornadas com rosas vermelhas,o Exu veludo também estava lá assim como as imagens dos Exus Tata caveira e Marabô. Mais ao lado havia duas imagens de entidades do Vodu Haitiano, eles eram Papa legba e Barão Samedi. Todas as imagens estavam com suas devidas oferendas postadas aos seus pés. Pratos com farofa, azeite de dendê,pimentas vermelhas,charutos caros,taças de vinho,rum,champanhe,conhaque,whisky e cachaça.
Ao fundo estavam as maiores imagens do recinto, aquelas que eram dos Exus que tinham maior poder e influência em seu templo segundo as crenças de Pai Benedito. Três grandes imagens de Belzebu com suas asas negras e cabeça de búfalo, a imagem enorme de Exu Lúcifer o maioral e a imagem de Exu Capa Preta. Todos contendo suas devidas oferendas a seus pés.
Naquela noite Pai Benedito iria invocar o Exu Capa Preta para realizar um trabalho para aumentar as suas finanças e para acabar com um de seus rivais no ramo da magia negra.
O seu maior rival era o pai Alfredo dono de uma loja de artigos religiosos do bairro. Este também era pai de santo e efetuava trabalhos na linha da magia branca. Ele era o oposto de Benedito. Alfredo sabia que a alta magia deveria ser realizada para beneficiar o próximo,ser feita de coração e nunca para o mal. Uma vez realizado um trabalho visando o benefício próprio e o mal de outrem a magia se voltava para aquele que realizara o trabalho. Benedito também sabia disso mas não se importava com as conseqüências,uma vez que nenhum de seus trabalhos mágicos haviam se voltado contra ele.

Páginas: 1 2 3 4 5