Viking - Flávio Assumpção
Flávio Assumpção
Eu escrevo desde 2007. Trabalho com contos de terror e ficção científica. Fui influenciado por Lautreamont, Marquês de Sade, Philip K. Dick, Robert Anton Wilson, Willian Burroughs, Augusto dos Anjos, Hakim Bey, Alan Moore, Clive Barker, entre outros. Quando não estou sob a influência dos demônios do caos, costumo trabalhar como psicólogo clínico na cidade de São Paulo.





Viking

Eles não podem com minha fúria.
O meu aço lambe suas carnes.
Meu corpo está banhado com o sangue deles.
Luto como o verdadeiro rei de meu povo.
Destroçando um por um.
Uma flecha atinge meu peito.
Uma lança perfura minhas costas.
Uma espada corta minha barriga.
Não sinto a dor, pois hoje eu sou imortal.
Não me levarão tão fácil.
Uma pilha de corpos vai se amontoando no chão.
A terra que meus pés pisam está coberta de sangue adversário.
Minha respiração está se acabando.
Meu peito está fraco.
O ar falta.
As vistas estão escurecidas pelo beijo da morte.
Matei dezenas deles.
Mas agora meu corpo está enfraquecido.
Ouço os gritos das valquírias e o som de seus cavalos dourados.
Valhalla me aguarda.
Meus joelhos enfraquecidos se dobram.
Batendo na lama.
Não consigo me erguer mais.
O general deles se aproxima.
Ele tira sua espada da bainha.
Pronto para o golpe que tirará minha vida.
O sorriso de minha mulher vem em minha mente.
O golpe fatal vem em minha direção.

Páginas: 1 2 3 4 5

Eles não podem com minha fúria.
O meu aço lambe suas carnes.
Meu corpo está banhado com o sangue deles.
Luto como o verdadeiro rei de meu povo.
Destroçando um por um.
Uma flecha atinge meu peito.
Uma lança perfura minhas costas.
Uma espada corta minha barriga.
Não sinto a dor, pois hoje eu sou imortal.
Não me levarão tão fácil.
Uma pilha de corpos vai se amontoando no chão.
A terra que meus pés pisam está coberta de sangue adversário.
Minha respiração está se acabando.
Meu peito está fraco.
O ar falta.
As vistas estão escurecidas pelo beijo da morte.
Matei dezenas deles.
Mas agora meu corpo está enfraquecido.
Ouço os gritos das valquírias e o som de seus cavalos dourados.
Valhalla me aguarda.
Meus joelhos enfraquecidos se dobram.
Batendo na lama.
Não consigo me erguer mais.
O general deles se aproxima.
Ele tira sua espada da bainha.
Pronto para o golpe que tirará minha vida.
O sorriso de minha mulher vem em minha mente.
O golpe fatal vem em minha direção.

Páginas: 1 2 3 4 5