Retrato - Golden Barbie
Golden Barbie
Louca, maluca, insana e perturbada. Sem nenhum pingo de lucidez.
Um labirinto sem fim...
Um enigma onde muitos insistem em querer desvendar...
Vivendo a complexidade dos meus dias onde, embriago-me para viver e sobreviver em guerra constante entre a realidade e a fantasia.
Devorando os lobos que surgem em minha caminhada.
Mantendo-me sempre uma alfa.
Escrevo para aliviar os agonizantes gritos das vozes que moram em minha cabeça, o universo e suas frustrações "cagadas" me inspiram a rabiscar folhas e mais folhas de papel.
Mantenha-se longe! "Ou arrancarei suas tripas e as cozinharei". 





Retrato

Não enlouqueço se louco sou.

Atormentado por fantasmas que nunca vão embora

No deleite de minha solidão encontro-me;

A carcaça que insiste em manter-se de pé

Luta, contra as amarras que lhe aprisionam

Veja…

As correntes que arrasto pesam-me as costas

Ferem-me o peito

Perfurando o coração

Em desonra

Perversidade cometi, com um soldado de honra.

Golden Barbie
Retrato

Não enlouqueço se louco sou.

Atormentado por fantasmas que nunca vão embora

No deleite de minha solidão encontro-me;

A carcaça que insiste em manter-se de pé

Luta, contra as amarras que lhe aprisionam

Veja…

As correntes que arrasto pesam-me as costas

Ferem-me o peito

Perfurando o coração

Em desonra

Perversidade cometi, com um soldado de honra.