Voto de castidade - Golden Barbie
Golden Barbie
Louca, maluca, insana e perturbada. Sem nenhum pingo de lucidez.
Um labirinto sem fim...
Um enigma onde muitos insistem em querer desvendar...
Vivendo a complexidade dos meus dias onde, embriago-me para viver e sobreviver em guerra constante entre a realidade e a fantasia.
Devorando os lobos que surgem em minha caminhada.
Mantendo-me sempre uma alfa.
Escrevo para aliviar os agonizantes gritos das vozes que moram em minha cabeça, o universo e suas frustrações "cagadas" me inspiram a rabiscar folhas e mais folhas de papel.
Mantenha-se longe! "Ou arrancarei suas tripas e as cozinharei". 





Voto de castidade

Sonhei. Sonhei com você outra vez…

Seu lindo rosto,

Branco feito osso.

Naquele momento ardente

Nossos lábios encontravam-se

Famintos um do outro.

Com tuas mãos trêmulas,

Deslizaste as pontas dos dedos sobre meus seios firmes

suavemente em meio aos beijos apaixonados ouvi um breve gemido…

Minhas mãos que lentamente apalpavam tuas costas nuas fora de encontro com tua calça jeans desabotoada;

Tua boca já não estava mais em minha boca…

Tua língua sobre minha barriga passeava…

Seguia uma linha invisível cada vez mais para baixo…

Me fazendo perder toda noção de tempo e espaço.

Estalos insanos!

Teu rosto enterrado entre minhas coxas, a mais bela visão do paraíso…

Acordei.

Acordei, salivando e com à buceta encharcada.

P.S. Obrigada, Jesus! Pela noite passada.

Golden Barbie
Voto de castidade

Sonhei. Sonhei com você outra vez…

Seu lindo rosto,

Branco feito osso.

Naquele momento ardente

Nossos lábios encontravam-se

Famintos um do outro.

Com tuas mãos trêmulas,

Deslizaste as pontas dos dedos sobre meus seios firmes

suavemente em meio aos beijos apaixonados ouvi um breve gemido…

Minhas mãos que lentamente apalpavam tuas costas nuas fora de encontro com tua calça jeans desabotoada;

Tua boca já não estava mais em minha boca…

Tua língua sobre minha barriga passeava…

Seguia uma linha invisível cada vez mais para baixo…

Me fazendo perder toda noção de tempo e espaço.

Estalos insanos!

Teu rosto enterrado entre minhas coxas, a mais bela visão do paraíso…

Acordei.

Acordei, salivando e com à buceta encharcada.

P.S. Obrigada, Jesus! Pela noite passada.