A carioca - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





A carioca

Existem lendas sobre cariocas
Eu morando no sul
Cariocas moram onde já foi centro do país 
Capital política e financeira durante uns 300 anos
Cidade maravilhosa
Tão violenta quanto qualquer outra
Possivelmente onde mais exista disparidade socioeconômica no país 
Mas com lindas praias
Cartões postais mundiais
E belas mulheres
E vamos a carioca que conheci
Ela veio ao sul estudar
Mal acabara o verão e ela reclamava do frio 
…Nem imagina o que a aguardava!
Conheci ela nos aplicativos onde se conhece muita gente online, e muito poucas na vida real
Mas essa eu conheci
Um dia, durante a semana, peguei o ônibus com ela
Conversamos
Converso boa e um sotaque lindo, tornando fofo até mesmo um relato de incêndio
Ela era alta, praticamente a minha altura
1,85 é para poucas pessoas
Magra, seios firmes e duros
Bunda média e bem dura
Pernas lindas e compridas
Rosto lindo e cabelos curtos, mal alcançavam o queixo
Sempre tinha visto o sotaque nos filmes, mas pela primeira vez ao vivo 
Fui com ela até a universidade
Os pátios respiram com jovens entusiasmados
Todos sustentados pelos pais
E matando tempo para ter um diploma
Eu apenas queria beijar aquela boca e sentir o gosto daquela buceta
Consegui bem fácil 
Consegui excitar ela falando algumas safadezas no ouvido dela
Enquanto a masturbava, discretamente, sentados nós no banco em meio ao pátio 

Páginas: 1 2 3 4 5

Hügo Mendigo
A carioca

Existem lendas sobre cariocas
Eu morando no sul
Cariocas moram onde já foi centro do país 
Capital política e financeira durante uns 300 anos
Cidade maravilhosa
Tão violenta quanto qualquer outra
Possivelmente onde mais exista disparidade socioeconômica no país 
Mas com lindas praias
Cartões postais mundiais
E belas mulheres
E vamos a carioca que conheci
Ela veio ao sul estudar
Mal acabara o verão e ela reclamava do frio 
…Nem imagina o que a aguardava!
Conheci ela nos aplicativos onde se conhece muita gente online, e muito poucas na vida real
Mas essa eu conheci
Um dia, durante a semana, peguei o ônibus com ela
Conversamos
Converso boa e um sotaque lindo, tornando fofo até mesmo um relato de incêndio
Ela era alta, praticamente a minha altura
1,85 é para poucas pessoas
Magra, seios firmes e duros
Bunda média e bem dura
Pernas lindas e compridas
Rosto lindo e cabelos curtos, mal alcançavam o queixo
Sempre tinha visto o sotaque nos filmes, mas pela primeira vez ao vivo 
Fui com ela até a universidade
Os pátios respiram com jovens entusiasmados
Todos sustentados pelos pais
E matando tempo para ter um diploma
Eu apenas queria beijar aquela boca e sentir o gosto daquela buceta
Consegui bem fácil 
Consegui excitar ela falando algumas safadezas no ouvido dela
Enquanto a masturbava, discretamente, sentados nós no banco em meio ao pátio 

Páginas: 1 2 3 4 5