Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





A real ninfomaníaca

Muitas lendas existem sobre ela
Muitas versões sensualizando algo mal descrito
Mas depois de tanto estudar e pesquisar sobre eu vi de frente
Conheci uma real ninfomaníaca
Nesses anos solteiro conheci ao menos umas 4 que se achavam ninfo e me alertavam:
“Quando eu começo eu não paro mais de transar…”
Na primeira vez eu pensei: “vou me esforçar ao máximo!!!”
Esforço eu fiz pra gozar logo pq em 15 mins ela já pediu água que não aguentava mais
Infelizmente vivemos num período em que a maioria transa mal, ele e elas
E todo mundo sai perdendo
Depois desse episódio,  com o passar dos anos mais algumas surgiram
Eu nem me abalava mais com esperança
“Mais uma contando história…”
E de fato sempre era assim
Ai conheci ela
Conversas e conversas ela disse algo parecido
Que gostava de ficar tempos metendo
Eu curti a ideia
Marcamos e ela veio na minha casa
Ao encontrar ela na rua eu senti
O primeiro beijo já quase arranca um pedaço do lábio
Pensei que essa seria mais parecido com uma ninfo de verdade
Viemos conversando por algumas quadras e chegamos na minha casa
Não ficamos nem 5 mins de papo e as roupas já estavam sendo arrancadas
Começou a maratona
A ideia do desafio me excitava
Vamos ver quem aguentaria mais
O que se seguiu foi um absurdo

Páginas: 1 2 3 4

Hügo Mendigo
A real ninfomaníaca

Muitas lendas existem sobre ela
Muitas versões sensualizando algo mal descrito
Mas depois de tanto estudar e pesquisar sobre eu vi de frente
Conheci uma real ninfomaníaca
Nesses anos solteiro conheci ao menos umas 4 que se achavam ninfo e me alertavam:
“Quando eu começo eu não paro mais de transar…”
Na primeira vez eu pensei: “vou me esforçar ao máximo!!!”
Esforço eu fiz pra gozar logo pq em 15 mins ela já pediu água que não aguentava mais
Infelizmente vivemos num período em que a maioria transa mal, ele e elas
E todo mundo sai perdendo
Depois desse episódio,  com o passar dos anos mais algumas surgiram
Eu nem me abalava mais com esperança
“Mais uma contando história…”
E de fato sempre era assim
Ai conheci ela
Conversas e conversas ela disse algo parecido
Que gostava de ficar tempos metendo
Eu curti a ideia
Marcamos e ela veio na minha casa
Ao encontrar ela na rua eu senti
O primeiro beijo já quase arranca um pedaço do lábio
Pensei que essa seria mais parecido com uma ninfo de verdade
Viemos conversando por algumas quadras e chegamos na minha casa
Não ficamos nem 5 mins de papo e as roupas já estavam sendo arrancadas
Começou a maratona
A ideia do desafio me excitava
Vamos ver quem aguentaria mais
O que se seguiu foi um absurdo

Páginas: 1 2 3 4