Ménage arruinado pelos excessos - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





Ménage arruinado pelos excessos

Não por não ter sido comido, e sim por se fato não ter acontecido algo q não lembrava
Voltei p quarto e a morena se revirava p acordar
Conversamos um pouco
Eu sentado no meio da cama
A morena deitada atravessa em.minha frente
A loira sentada na outra extremidade da cama, a minha direita
A morena sentou e segurou minha perna
A loira atravessou a perna na cama e começou a bolinar meu saco
Meu mau endureceu rápido
As duas perceberam
Eu puxei mais o pé dela e comecei a me masturbar com ele enquanto a morena se despia
Pensei q agora sim ia ser o ménage
A morena nos olhou e disse:
–Aproveitem q eu vou tomar um banho, mas não se cansem
E saiu do quarto nua e direção ao banheiro
Ataquei a trans
Ela estava com um vestido curto e sentada
Ela viu o meu pau duro e se abriu p mim
Me puxou p cima dela
Eu levantei as duas pernas dela e já procurava onde me enfiar por inteiro
Observei bem o órgão dela
O saco pouco maior q o meu
Mas o pau, mesmo dormindo, com uma aparência de atrofiado devido ao desuso, parecia ser bem maior q o meu
Achei onde me enfiar e fui
Entrei todo e segui metendo
Estava gostoso

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Hügo Mendigo
Ménage arruinado pelos excessos

Não por não ter sido comido, e sim por se fato não ter acontecido algo q não lembrava
Voltei p quarto e a morena se revirava p acordar
Conversamos um pouco
Eu sentado no meio da cama
A morena deitada atravessa em.minha frente
A loira sentada na outra extremidade da cama, a minha direita
A morena sentou e segurou minha perna
A loira atravessou a perna na cama e começou a bolinar meu saco
Meu mau endureceu rápido
As duas perceberam
Eu puxei mais o pé dela e comecei a me masturbar com ele enquanto a morena se despia
Pensei q agora sim ia ser o ménage
A morena nos olhou e disse:
–Aproveitem q eu vou tomar um banho, mas não se cansem
E saiu do quarto nua e direção ao banheiro
Ataquei a trans
Ela estava com um vestido curto e sentada
Ela viu o meu pau duro e se abriu p mim
Me puxou p cima dela
Eu levantei as duas pernas dela e já procurava onde me enfiar por inteiro
Observei bem o órgão dela
O saco pouco maior q o meu
Mas o pau, mesmo dormindo, com uma aparência de atrofiado devido ao desuso, parecia ser bem maior q o meu
Achei onde me enfiar e fui
Entrei todo e segui metendo
Estava gostoso

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10