Ménage arruinado pelos excessos - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





Ménage arruinado pelos excessos

Sentir eu comendo aquele rabo de ressaca, vendo aquela pouca masculinidade sumir abafado com os gemidos dela me deixaram extasiado
Mas eu também estava de ressaca
Mesmo excitado estava bem tonto
Não iria durar muito aquilo mas eu iria até não aguentar mais
Estava também empolgado
Ai a morena voltou do banho
Chegou e viu eu socando a loira
Ficou rindo olhando e deixou seguirmos
Eu não aguentei muito mais e sentei do lado dela
Meu pau seguia duro pq o tesão não cansou
A trans me masturbava ao mesmo tempo q conversava com a morena alguma banalidade
Eu me sentia o brinquedo das duas
Ficamos ali nisso algum tempo
Tentei ir beijar a morena p puxar ela p ato mas algo deu errado e tudo.morreu ali
–Vamos comer algo– disse a loira e se foi a cozinha
A morena foi enrolada na toalha e eu fui atrás nu mesmo
Credo!
A casa era a maior imundície q eu imaginei na vida
A sala ostentava fezes caninas de semanas
O xixi estava impregnado pelo assoalho de madeira
Parecia um grande viveiro de cachorro aquela sala
Passamos por ela e chegamos a cozinha
Era ainda pior
Os dois cães haviam comigo todo o lixo
Reviraram todo o armário
Mais cocô pelo chão
Mais xixi

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Hügo Mendigo
Ménage arruinado pelos excessos

Sentir eu comendo aquele rabo de ressaca, vendo aquela pouca masculinidade sumir abafado com os gemidos dela me deixaram extasiado
Mas eu também estava de ressaca
Mesmo excitado estava bem tonto
Não iria durar muito aquilo mas eu iria até não aguentar mais
Estava também empolgado
Ai a morena voltou do banho
Chegou e viu eu socando a loira
Ficou rindo olhando e deixou seguirmos
Eu não aguentei muito mais e sentei do lado dela
Meu pau seguia duro pq o tesão não cansou
A trans me masturbava ao mesmo tempo q conversava com a morena alguma banalidade
Eu me sentia o brinquedo das duas
Ficamos ali nisso algum tempo
Tentei ir beijar a morena p puxar ela p ato mas algo deu errado e tudo.morreu ali
–Vamos comer algo– disse a loira e se foi a cozinha
A morena foi enrolada na toalha e eu fui atrás nu mesmo
Credo!
A casa era a maior imundície q eu imaginei na vida
A sala ostentava fezes caninas de semanas
O xixi estava impregnado pelo assoalho de madeira
Parecia um grande viveiro de cachorro aquela sala
Passamos por ela e chegamos a cozinha
Era ainda pior
Os dois cães haviam comigo todo o lixo
Reviraram todo o armário
Mais cocô pelo chão
Mais xixi

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10