Tempo livre - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





Tempo livre

Mas com certeza aproveitei ao máximo
De desperdício não posso reclamar
Aproveito tudo ao máximo sempre
Meu tempo tem sido beeeeem utilizado pra fazer tudo que eu quero e gosto
Uma pessoa nas minhas condições que reclame da vida
Tem que ter as pernas queimadas e ficar o resto dos dias vagando de arrasto pela rua pra pagar sua língua
E mesmo assim ainda deve sofrer mais
Mas era isso
11h28 agora
A praça segue vazia
Vou pegar o caminho de casa e mais umas latas no caminho
Bom dia Nadal

 

Páginas: 1 2 3

Hügo Mendigo
Tempo livre

Mas com certeza aproveitei ao máximo
De desperdício não posso reclamar
Aproveito tudo ao máximo sempre
Meu tempo tem sido beeeeem utilizado pra fazer tudo que eu quero e gosto
Uma pessoa nas minhas condições que reclame da vida
Tem que ter as pernas queimadas e ficar o resto dos dias vagando de arrasto pela rua pra pagar sua língua
E mesmo assim ainda deve sofrer mais
Mas era isso
11h28 agora
A praça segue vazia
Vou pegar o caminho de casa e mais umas latas no caminho
Bom dia Nadal

 

Páginas: 1 2 3