A triste sorte de Ezequiel Moraes - Ivandro Godoy
Ivandro Godoy
Nascido em São Paulo/SP num belo dia nublado do ano de 1974.
Escritor, colunista, fotógrafo, subversivo, libertino e um porra-louca sem noção do perigo.
Escrevo desde os tempos dos fanzines de papel e cola branca e minha única religião é o gênero horror.
Iniciei minha saga em 1997 com o fanzine Vrolok e desde então não parei mais de explorar o lado negro da literatura. No meio literário já participei das antologias Asgard: A Sagas dos Nove Reinos, Le Monde Bizarre: O Circo dos Horrores e Green Death: Ecoterrorismo Licantrópico.





A triste sorte de Ezequiel Moraes

TÍTULO: Necronomicon ET Mortis
OPÇÃO: Invocatio
ACESSAR: Sim / Não
SIM

Ezequiel ria como bobo até formar uma pequena espuma no canto de sua boca. “Desgraçado! Eu sabia que você iria se apresentar a mim, eu sabia! Eu sabia seu merda…”.

Excitado e trêmulo, acendia um cigarro atrás do outro e bebia seu terceiro Martini.

-A academia vai ver só. Vão ter que comer merda pra poderem ter acesso a esta belezura! Ah, se vão!

Invocações, litanias, gravuras, e a mente enevoada do pesquisador devorava páginas e páginas até que uma em especial lhe chamou a atenção. R’LYEH CTHULHU. Era uma página meio apagada devido a um mau funcionamento do scanner e com certeza tinha como fonte o próprio Necronomicon. No canto superior estava um pequeno texto, de escrita cuneiforme e possivelmente de origem sumeriana. Ezequiel não pensou duas vezes e acessou seu Web Translate para converter o artefato numa linguagem mais próxima à da humana.

Q’OND MTALLY DGLLT’A BGOLLI XT’A AML’TA IIB R’LYEH CTHULHU AML’TA IIB AML’TA IIB CTHULHU AML’TA IIB B’GHOLLEÉ AML’TA IIB QSATDO-N AML’TA IIB

O velho ficou pensando em como seria a garganta que pronunciaria aquelas palavras com precisão e o que elas significavam realmente. Leva então o copo de Martini a boca e nota que está vazio, assim como a garrafa. Ezequiel então se levanta e segue, pensativo, em direção da sala para preparar outra bebida.

Q’OND MTALLY DGLLT’A – Ao voltar, sente uma estranha formicação nas pernas e, por instinto, levanta uma das barras de suas calças e grita… grita… grita…

Gritos.

Até a altura dos joelhos pústulas e chagas se abriam como pequenas bocas, vomitando a carne que se liquefazia em pus. BGOLLI XT’A AML’TA IIB

Entorpecido pela dor e pelo horror Ezequiel tenta correr, mas no terceiro passo sente sua tíbia romper-se com o peso do seu corpo e cai. O velho então tenta se arrastar, mas a dor que sente quando sua bacia descarnada raspa pelo assoalho é lacerante. R’LYEH CTHULHU AML’TA IIB

AML’TA IIB CTHULHU – As costelas entortam-se e enroscam no carpete enquanto as vértebras cervicais rolam pelo chão como dados mal jogados num jogo de azar. AML’TA IIB B’GHOLLEÉ

Páginas: 1 2 3 4

Ivandro Godoy
A triste sorte de Ezequiel Moraes

TÍTULO: Necronomicon ET Mortis
OPÇÃO: Invocatio
ACESSAR: Sim / Não
SIM

Ezequiel ria como bobo até formar uma pequena espuma no canto de sua boca. “Desgraçado! Eu sabia que você iria se apresentar a mim, eu sabia! Eu sabia seu merda…”.

Excitado e trêmulo, acendia um cigarro atrás do outro e bebia seu terceiro Martini.

-A academia vai ver só. Vão ter que comer merda pra poderem ter acesso a esta belezura! Ah, se vão!

Invocações, litanias, gravuras, e a mente enevoada do pesquisador devorava páginas e páginas até que uma em especial lhe chamou a atenção. R’LYEH CTHULHU. Era uma página meio apagada devido a um mau funcionamento do scanner e com certeza tinha como fonte o próprio Necronomicon. No canto superior estava um pequeno texto, de escrita cuneiforme e possivelmente de origem sumeriana. Ezequiel não pensou duas vezes e acessou seu Web Translate para converter o artefato numa linguagem mais próxima à da humana.

Q’OND MTALLY DGLLT’A BGOLLI XT’A AML’TA IIB R’LYEH CTHULHU AML’TA IIB AML’TA IIB CTHULHU AML’TA IIB B’GHOLLEÉ AML’TA IIB QSATDO-N AML’TA IIB

O velho ficou pensando em como seria a garganta que pronunciaria aquelas palavras com precisão e o que elas significavam realmente. Leva então o copo de Martini a boca e nota que está vazio, assim como a garrafa. Ezequiel então se levanta e segue, pensativo, em direção da sala para preparar outra bebida.

Q’OND MTALLY DGLLT’A – Ao voltar, sente uma estranha formicação nas pernas e, por instinto, levanta uma das barras de suas calças e grita… grita… grita…

Gritos.

Até a altura dos joelhos pústulas e chagas se abriam como pequenas bocas, vomitando a carne que se liquefazia em pus. BGOLLI XT’A AML’TA IIB

Entorpecido pela dor e pelo horror Ezequiel tenta correr, mas no terceiro passo sente sua tíbia romper-se com o peso do seu corpo e cai. O velho então tenta se arrastar, mas a dor que sente quando sua bacia descarnada raspa pelo assoalho é lacerante. R’LYEH CTHULHU AML’TA IIB

AML’TA IIB CTHULHU – As costelas entortam-se e enroscam no carpete enquanto as vértebras cervicais rolam pelo chão como dados mal jogados num jogo de azar. AML’TA IIB B’GHOLLEÉ

Páginas: 1 2 3 4