Mundo Gato - Matheus Freitas
Matheus Freitas
Matheus Freitas nasceu em 1990, é jornalista, escritor e roteirista. Tenta povoar todos os gêneros e formatos possíveis para poder dar andamento em seu projeto de Universo Compartilhado de Narrativa Transmídia, que é extenso demais para explicar neste espaço.
Por ora, escreve romances, contos e roteiros de HQs, audiovisual e tudo mais que puder inventar para criar o universo compartilhado mais diversificado possível. Gosta de trabalhar com basicamente todos os gêneros: terror, horror, suspense, humor, romance, ação, aventura etc.
Gosta de escrever aquilo que gostaria de ler ou ver, por isso, às vezes, tem algumas ideias absurdas, outras interessantes e algumas, sob entendimento de outros, ruins (porque seu gosto nem sempre é compreendido pelos demais), mas, no fim das contas, só quer contar algumas histórias.






Mundo Gato

Mari, Douglas e Luiza aceitaram de imediato. Porém, Ayla queria saber se Ricardo concordava:

– O que tu acha? Quer ir lá? Se quiser não precisa, porque te convidei para vir aqui e tal.

– Não, tá tudo certo. Gostei dos teus amigos, vamos sim!

Depois de aceitarem o convite, Ricardo e Ayla, juntamente com os outros, foram até a casa de Thiago. A casa ficava um pouco afastada do centro da cidade, em um bairro sem muito movimento. Thiago e Bartolomeu, os anfitriões, entraram no local. Em seguida, os demais também adentraram.

A casa de Thiago era espaçosa. Ao entrar, Ricardo atravessou um pequeno corredor e alguns passos depois encontrava-se na Sala da TV. Havia um segundo corredor que continuava a casa e uma escada que levava ao segundo andar. Ao lado desta escada tinha uma porta que dava acesso a outro cômodo.

Segundo Thiago, este local era a “Sala de Comemorações”. E era ali que as festividades do aniversário de Bartolomeu iriam continuar. Mas antes, precisava ser organizado. Thiago pediu ajuda a seus amigos.

Ayla e Ricardo estavam prontos para ajudá-lo, no entanto, foram impedidos pelo anfitrião:

– Vocês não! O Ricardo é nossa visita especial hoje. Então, Ayla, faz companhia pra ele enquanto nós preparamos tudo!

– Mas eu posso ajudar, sem problemas! – retrucou Ayla.

– Minha casa, minhas regras! – disse Thiago entre risos.

Ayla e Ricardo também deram algumas risadas e concordaram com a “ordem”. Os dois ficaram a sós na sala enquanto aguardavam o outro local ser limpo.

– O Thiago é uma ótima pessoa, mas às vezes é muito chato. E eu nunca vi ele tão “simpático”. Normalmente ele pede pra gente ajudar em tudo. Acho que tu ganhou o coração dele! – riu Ayla, colocando a mão sob o coração de Ricardo.  

– Que bom! Espero ter passado uma boa primeira impressão. Gostei deles. Tem uma vibe legal.

– Sim, eles tem uma energia positiva que te traz paz. Adoro estar com eles. E ficar junto com eles e contigo, é melhor ainda. O teu espírito de luz me deixa mais leve. Então tudo se harmoniza!

– Tu tens razão. Me sinto mais espiritualizado aqui contigo e com eles…

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7

Matheus Freitas
Mundo Gato

Mari, Douglas e Luiza aceitaram de imediato. Porém, Ayla queria saber se Ricardo concordava:

– O que tu acha? Quer ir lá? Se quiser não precisa, porque te convidei para vir aqui e tal.

– Não, tá tudo certo. Gostei dos teus amigos, vamos sim!

Depois de aceitarem o convite, Ricardo e Ayla, juntamente com os outros, foram até a casa de Thiago. A casa ficava um pouco afastada do centro da cidade, em um bairro sem muito movimento. Thiago e Bartolomeu, os anfitriões, entraram no local. Em seguida, os demais também adentraram.

A casa de Thiago era espaçosa. Ao entrar, Ricardo atravessou um pequeno corredor e alguns passos depois encontrava-se na Sala da TV. Havia um segundo corredor que continuava a casa e uma escada que levava ao segundo andar. Ao lado desta escada tinha uma porta que dava acesso a outro cômodo.

Segundo Thiago, este local era a “Sala de Comemorações”. E era ali que as festividades do aniversário de Bartolomeu iriam continuar. Mas antes, precisava ser organizado. Thiago pediu ajuda a seus amigos.

Ayla e Ricardo estavam prontos para ajudá-lo, no entanto, foram impedidos pelo anfitrião:

– Vocês não! O Ricardo é nossa visita especial hoje. Então, Ayla, faz companhia pra ele enquanto nós preparamos tudo!

– Mas eu posso ajudar, sem problemas! – retrucou Ayla.

– Minha casa, minhas regras! – disse Thiago entre risos.

Ayla e Ricardo também deram algumas risadas e concordaram com a “ordem”. Os dois ficaram a sós na sala enquanto aguardavam o outro local ser limpo.

– O Thiago é uma ótima pessoa, mas às vezes é muito chato. E eu nunca vi ele tão “simpático”. Normalmente ele pede pra gente ajudar em tudo. Acho que tu ganhou o coração dele! – riu Ayla, colocando a mão sob o coração de Ricardo.  

– Que bom! Espero ter passado uma boa primeira impressão. Gostei deles. Tem uma vibe legal.

– Sim, eles tem uma energia positiva que te traz paz. Adoro estar com eles. E ficar junto com eles e contigo, é melhor ainda. O teu espírito de luz me deixa mais leve. Então tudo se harmoniza!

– Tu tens razão. Me sinto mais espiritualizado aqui contigo e com eles…

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7