Método de Reclusão Optativa - Mattüs
Mattüs
Mattüs – besta do submundo das antiartes e agitos psicoquímicos - é uma aberração natural de Palmeira dos Índios (AL) e habita o underground maceioense há mais de uma década. A figura surgiu na literatura através do universo dos fanzines, sendo editor do grotesco zine marginal “Spermental” (2006-2013), “O Novo Pagão”, “Histórias pra Belzebu Dormir” e colaborador dezenas de outros zines com malucos de todo o país. Em 2016, lançou “O Beco das Almas Famintas” pela Livrinho de Papel Finíssimo Editora, a obra é um romance recheado de fábulas escatológicas que deram origem à “massacrelândia tropical” em que suas histórias pútridas são ambientadas: neste livro-inferno são abertas as portas da Cidade Sereia, uma pequenina metrópole sanguinária que odeia os miseráveis e está disfarçada de Califórnia brasileira, um reino de caos, diversão e destruição persiste, tornando-se um dos temas chave na narrativa de “A Febre do Infinito” (2018), segundo romance do autor.
O monstro também é roteirista/produtor da degenerada “Scoria Filmes”, produtora filmes trash/experimentais nascida há mais de uma década e com cerca de 10 trabalhos; dentre eles, os curtas “Psychodemia” (2009), “O Panorama da Carne” (2013) e o média metragem “Surf Kaeté” (2015). Não satisfeito em destruir a dignidade da literatura e do cinema, Mattüs ainda participa do projeto antimusical “Power of The Nóia”, antibanda que carrega quase uma dezena de lançamentos recheados de insucessos.




Método de Reclusão Optativa

Mantenha distância dos vivos. Classificação comportamental: antisocial. Aversão a tudo que respira torna-se o passo inicial da dança. Misantropia. Sociopatia. Meras denominações para a opção de eterna reclusão. Mantenha distância dos vivos. Um segundo passo é dado: jamais ultrapassar a porta. Estoques alimentares. Planilhas em que o resultado de abstinência social aproxima-se de um ano. Não precisaria de mais tempo. O ano é 2012. Mantenha distância dos Vivos! Um problema inesperado surge dentro de seu espaço vital, nunca abrir as janelas não deu certo. Dedetização. Muito DDT. Respirar DDT. Absorver DDT. Crente de salvação? A microbiologia diz que você está errado. Equação solucionada: a distância da vida habita o corpo do agente executor. Cano de arma de fogo equalizado no céu da boca. Projétil devidamente alojado. Conclusão de objetivo. Mantenha distância de tudo o que é vivo…

Mattüs
Método de Reclusão Optativa

Mantenha distância dos vivos. Classificação comportamental: antisocial. Aversão a tudo que respira torna-se o passo inicial da dança. Misantropia. Sociopatia. Meras denominações para a opção de eterna reclusão. Mantenha distância dos vivos. Um segundo passo é dado: jamais ultrapassar a porta. Estoques alimentares. Planilhas em que o resultado de abstinência social aproxima-se de um ano. Não precisaria de mais tempo. O ano é 2012. Mantenha distância dos Vivos! Um problema inesperado surge dentro de seu espaço vital, nunca abrir as janelas não deu certo. Dedetização. Muito DDT. Respirar DDT. Absorver DDT. Crente de salvação? A microbiologia diz que você está errado. Equação solucionada: a distância da vida habita o corpo do agente executor. Cano de arma de fogo equalizado no céu da boca. Projétil devidamente alojado. Conclusão de objetivo. Mantenha distância de tudo o que é vivo…