Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Petter Baiestorf
Teve um dia em que os espermatozóides festeiros de meu pai partiram em direção ao barzinho óvulo de minha mãe e lá começaram um sambinha esperto do criolo doido e eu ali nasci. Era 1974 e o clima de família tradicional/milico no poder/igreja vomitando regras me fez bem pra cabeça e virei, nada mais lógico, ateu anarquista debochado avesso a qualquer tipo de regras. Lá por 1988, um pouco antes talvez, comecei a escrever contos no caderno da escola. Tentei virar poeta, mas aí descobri os fanzines e comecei a colaborar e, na sequência, editar meus próprios títulos. Foi com fanzines que consegui conciliar minhas paixões por literatura, quadrinhos, música e, a maior de todas, cinema. Em 1992, com meu amigo de escola E.B. Toniolli, fundei a Canibal Filmes e comecei a filmar em VHS amador mesmo. Em 1995 um filme meu chamado "O Monstro Legume do Espaço" apresentou meu grupo pro underground brasileiro e, de lá pra cá, só tô tentando aproveitar o máximo essa festinha que é a vida.




Santa igreja da roubalheira consentida

Uma gata prenhe cheia de pulgas olha gordos trovões e seios amolecidos iluminados pelos relâmpagos na noite das orgias gastrostomicas lançadas via intravenosa por crianças com pernas amputadas e transgênicas senhoras calçando chinelos podres que sonham em transar com o Bispo da Santa Igreja Católica da Roubalheira Consentida, abarrotada de ouro Latino, que gargalha da sorte dos indígenas excluídos bebedores de raízes e água poluída vertente das entranhas da Mãe-Terra infestada de minhocas Euro-Mutantes cheias de perninhas-mãozinhas gatunas invisíveis que proíbem os nativos de se rebelarem. (Índio falastrão, fique deitado na sombra, não pense, não grite, não discuta!!! Índio falastrão, espere em silêncio que o belo pelicano de busto siliconizado Made In U.S.A. te devore !!!).

Mande-me uma cereja rosa, pingando líquidos cheirosos, para mim esfrega-la na cara !!! Mande-me uma cereja peluda para arrancar os pentelhos da guria com os dentes e faze-la gemer o Pai-Nosso durante o gozo masoquista !!! Mande-me uma cereja virgem que clama por uma estátua do Papa lhe rasgando o hímen enquanto tenta se concentrar para visualizar o exato instante do casamento do anão judeu negão com seu padre pedófilo arrependido ( mas de véu e grinaldas ) adorado por toda uma geração de velhas fêmeas cegas que se banham na putrefacta água benta dos pântanos do cristianismo secular !

A secura das pupilas da garota que cai no abismo da eternidade me pertence tanto quanto o convento repleto de dançarinas rodopiantes que lambem o umbigo peludo das santas madres superioras bebedoras de líquidos etílicos construídos na montanha de Jodo durante uma tempestade maligna provocada por guerrilheiros que fugiram do hospício em que você reside!!!

Páginas: 1 2

Petter Baiestorf
Santa igreja da roubalheira consentida

Uma gata prenhe cheia de pulgas olha gordos trovões e seios amolecidos iluminados pelos relâmpagos na noite das orgias gastrostomicas lançadas via intravenosa por crianças com pernas amputadas e transgênicas senhoras calçando chinelos podres que sonham em transar com o Bispo da Santa Igreja Católica da Roubalheira Consentida, abarrotada de ouro Latino, que gargalha da sorte dos indígenas excluídos bebedores de raízes e água poluída vertente das entranhas da Mãe-Terra infestada de minhocas Euro-Mutantes cheias de perninhas-mãozinhas gatunas invisíveis que proíbem os nativos de se rebelarem. (Índio falastrão, fique deitado na sombra, não pense, não grite, não discuta!!! Índio falastrão, espere em silêncio que o belo pelicano de busto siliconizado Made In U.S.A. te devore !!!).

Mande-me uma cereja rosa, pingando líquidos cheirosos, para mim esfrega-la na cara !!! Mande-me uma cereja peluda para arrancar os pentelhos da guria com os dentes e faze-la gemer o Pai-Nosso durante o gozo masoquista !!! Mande-me uma cereja virgem que clama por uma estátua do Papa lhe rasgando o hímen enquanto tenta se concentrar para visualizar o exato instante do casamento do anão judeu negão com seu padre pedófilo arrependido ( mas de véu e grinaldas ) adorado por toda uma geração de velhas fêmeas cegas que se banham na putrefacta água benta dos pântanos do cristianismo secular !

A secura das pupilas da garota que cai no abismo da eternidade me pertence tanto quanto o convento repleto de dançarinas rodopiantes que lambem o umbigo peludo das santas madres superioras bebedoras de líquidos etílicos construídos na montanha de Jodo durante uma tempestade maligna provocada por guerrilheiros que fugiram do hospício em que você reside!!!

Páginas: 1 2