Augúrios Sinistros - Poebos Abel
Poebos Abel
Poebos Abel é um leitor voraz de Literatura, Filosofia e Ciência. Cultiva o gosto pela poesia desde tenra idade, sendo um leitor ávido e entusiasta dos grandes poetas da língua portuguesa. Quando não está às voltas com a ciência e a filosofia, lê e faz poemas. Não cultiva gosto e estima pela métrica, pois pensa que ela limita e suprime o pensar e o dizer do poeta, mas nutre intensa devoção e carinho pela graciosa rima, por isso sua poesia é rimada e desmedida.
E-mail:phisikys@gmail.com
Facebook:https://www.facebook.com/phisikys







Augúrios Sinistros

 

I

 

Sinto que a Floresta Negra acaba de parir uma Criatura malévola! Prevejo que na posteridade tal Ente acarretará o Caos para todos os Povos Místicos de todas as Terras Míticas! Tal terrível Ameaça forçará uma aliança entre todos os Seres Místicos, que unidos marcharão contra tal Força maligna! Porém, todos os vossos esforços hão de ser em vão, pois todos Eles serão derrotados, dominados e escravizados por este Ser maléfico! Somente quem há de livrá-los desse perverso Cárcere será um Mortal descendente da Dinastia que outrora aprisionou tal Mal! Prevejo que Ele guiará os Remanescentes dos Místicos e dos Mortais em uma última batalha contra a Maldade insana da Criatura tirana!

 

II

 

Na posteridade, o Pastor voltará para juntar seus Rebanhos e o Camponês para apanhar sua Colheita! Porém, um Ser maligno há de vir antes deles para tentar corromper a tudo e a todos, desagregando as Ovelhas e arrancando as Sementes!

 

Poebos Abel
Augúrios Sinistros

 

I

 

Sinto que a Floresta Negra acaba de parir uma Criatura malévola! Prevejo que na posteridade tal Ente acarretará o Caos para todos os Povos Místicos de todas as Terras Míticas! Tal terrível Ameaça forçará uma aliança entre todos os Seres Místicos, que unidos marcharão contra tal Força maligna! Porém, todos os vossos esforços hão de ser em vão, pois todos Eles serão derrotados, dominados e escravizados por este Ser maléfico! Somente quem há de livrá-los desse perverso Cárcere será um Mortal descendente da Dinastia que outrora aprisionou tal Mal! Prevejo que Ele guiará os Remanescentes dos Místicos e dos Mortais em uma última batalha contra a Maldade insana da Criatura tirana!

 

II

 

Na posteridade, o Pastor voltará para juntar seus Rebanhos e o Camponês para apanhar sua Colheita! Porém, um Ser maligno há de vir antes deles para tentar corromper a tudo e a todos, desagregando as Ovelhas e arrancando as Sementes!