Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Wagner Nyhyhwh
Pedreiro das palavras
Contador de sandices
Criador de nadas
Wagner Nyhyhwh já nasceu e morreu incontáveis vezes. Em vidas passadas foi Wagner Nyhyw, Reverendo W. Van Baco, Fenilisipropilamina Man, WTD, etc. Sua última ressuscitação se deu em um experimento genético no planeta K da Aglomeração 20.9. A intenção dos kasianos era clonar um ser humano dentro do Programa de Estudos de Raças Inferiores, para posteriormente criar um exército de escravos. Este objetivo foi abandonado quando os cientistas concluíram que os humanos são limitados demais para servir como escravos. Assim, Nyhyhwh foi doado para famílias que procuravam bichos de estimação para adotar. Já na infância gostava de criar, imaginação muito fértil e pulsante. Constantemente confundia ficção com realidade, o que o levava rotineiramente para tratamentos em aldeias psiquiátricas. Adulto, decidiu se tornar escritor e viver pulando de uma aldeia psiquiátrica para outra. Apesar de nenhum de seus livros ser lido por ninguém, sua escrita passou a ser considerada criminosa e herege porque como escritor se proclamava Deus. Sua situação se agravou quando passou a ser rastreado pela polícia quântica, pois gostava de viajar no tempo e em universos paralelos, sem autorização, para colher inspirações para seus textos. Foi preso quando, numa dessas viagens, acabou, por acidente, destruindo por completo toda uma realidade alternativa. Julgado e condenado a ser um degredado. Banido para sempre da Aglomeração 20.9. Não apenas isso, sofreu a mais cruel das punições previstas no Tratado Penal Interdimensional: Viver no planeta Terra! Enviado para junto de seus iguais, a raça falida.
Desde então, perambula pelo submundo humano esperando a realização da Grande Profecia, o dia em que os Fudidos varrerão a Terra e a Sarjeta engolirá os salões de festas.
Enquanto isso, continua criando.
Vez ou outra ainda confunde ficção com realidade.

E-mail: wnyhyw@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Nyhyhwh
Blog: partesforadotodo.blogspot.com.br






Capítulo 2061

Acho que não há mais nada a ser dito, mas continuo.

Capítulo 1030
Minha vida é assim. Pela metade. E com erro de cálculo.

Cap. 2062
Uma vez fui num sarau. Vários poetas declamaram. Todos falavam muito bem. Eram expressivos. Receberam muitos aplausos. Tive muita inveja aquele dia.

Cap. 2063
Adoro cozinhar. Hoje fiz um risotto à milanesa sensacional. Vou passar a receita pra você.
Ingredientes:
400 gramas de arroz
80 gramas de manteiga
1 litro de caldo de carne
1/2 cebola média
1 sachê de açafrão
1/2 taça de vinho branco seco
60 gramas de parmesão
sal a gosto
Inicialmente, pique a cebola e coloque para dourar em fogo brando com metade da manteiga. Acrescente o arroz e refogue por 2 minutos, mexendo sempre. Banhe com o vinho e deixe evaporar em fogo alto (mais ou menos 2 minutos). Com uma concha, vá acrescentando aos poucos o caldo de carne temperado com sal, que deve estar sempre quente, quase em ponto de fervura. Deixe cozinhar por 12 minutos mexendo de vez em quando e, à medida que o arroz for absorvendo o caldo, acrescente mais. Misture o açafrão em um pouco de caldo e derrame no risotto, misturando bem para tingí-lo uniformemente de amarelo. Acrescente rapidamente o restante da manteiga e o parmesão para que escorra por todo o arroz. Misture mais uma vez com força e sirva imediatamente. O segredo do risotto está no arroz. Tem de ser um arroz de qualidade, isso é fundamental. Deve liberar amido suficiente, durante o cozimento, para juntar os grãos sem grudá-los. Eu prefiro o italiano. Seu tempo de cozimento deve ser de 16 a 18 minutos. Importante: os grãos não devem ser lavados, para que mantenham maior quantidade de amido e, portanto, seu poder de absorção. O produto utilizado e as adições constantes de caldo e mexidas esporádicas resultam em um saboroso prato de consistência cremosa. Depois da janta eu assistia TV quando o telefone tocou. Era minha filhotinha. “Ei, papai”. Coisinha mais linda. Aguardo ansioso o sábado, pra passar todo o dia com ela. A cada dia mais linda e inteligente. Vejo um grande futuro pra essa menina. Eu darei tudo que ela precisar. Tudo.

Páginas: 1 2 3 4

Wagner Nyhyhwh
Capítulo 2061

Acho que não há mais nada a ser dito, mas continuo.

Capítulo 1030
Minha vida é assim. Pela metade. E com erro de cálculo.

Cap. 2062
Uma vez fui num sarau. Vários poetas declamaram. Todos falavam muito bem. Eram expressivos. Receberam muitos aplausos. Tive muita inveja aquele dia.

Cap. 2063
Adoro cozinhar. Hoje fiz um risotto à milanesa sensacional. Vou passar a receita pra você.
Ingredientes:
400 gramas de arroz
80 gramas de manteiga
1 litro de caldo de carne
1/2 cebola média
1 sachê de açafrão
1/2 taça de vinho branco seco
60 gramas de parmesão
sal a gosto
Inicialmente, pique a cebola e coloque para dourar em fogo brando com metade da manteiga. Acrescente o arroz e refogue por 2 minutos, mexendo sempre. Banhe com o vinho e deixe evaporar em fogo alto (mais ou menos 2 minutos). Com uma concha, vá acrescentando aos poucos o caldo de carne temperado com sal, que deve estar sempre quente, quase em ponto de fervura. Deixe cozinhar por 12 minutos mexendo de vez em quando e, à medida que o arroz for absorvendo o caldo, acrescente mais. Misture o açafrão em um pouco de caldo e derrame no risotto, misturando bem para tingí-lo uniformemente de amarelo. Acrescente rapidamente o restante da manteiga e o parmesão para que escorra por todo o arroz. Misture mais uma vez com força e sirva imediatamente. O segredo do risotto está no arroz. Tem de ser um arroz de qualidade, isso é fundamental. Deve liberar amido suficiente, durante o cozimento, para juntar os grãos sem grudá-los. Eu prefiro o italiano. Seu tempo de cozimento deve ser de 16 a 18 minutos. Importante: os grãos não devem ser lavados, para que mantenham maior quantidade de amido e, portanto, seu poder de absorção. O produto utilizado e as adições constantes de caldo e mexidas esporádicas resultam em um saboroso prato de consistência cremosa. Depois da janta eu assistia TV quando o telefone tocou. Era minha filhotinha. “Ei, papai”. Coisinha mais linda. Aguardo ansioso o sábado, pra passar todo o dia com ela. A cada dia mais linda e inteligente. Vejo um grande futuro pra essa menina. Eu darei tudo que ela precisar. Tudo.

Páginas: 1 2 3 4