Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Wagner Nyhyhwh
Pedreiro das palavras
Contador de sandices
Criador de nadas
Wagner Nyhyhwh já nasceu e morreu incontáveis vezes. Em vidas passadas foi Wagner Nyhyw, Reverendo W. Van Baco, Fenilisipropilamina Man, WTD, etc. Sua última ressuscitação se deu em um experimento genético no planeta K da Aglomeração 20.9. A intenção dos kasianos era clonar um ser humano dentro do Programa de Estudos de Raças Inferiores, para posteriormente criar um exército de escravos. Este objetivo foi abandonado quando os cientistas concluíram que os humanos são limitados demais para servir como escravos. Assim, Nyhyhwh foi doado para famílias que procuravam bichos de estimação para adotar. Já na infância gostava de criar, imaginação muito fértil e pulsante. Constantemente confundia ficção com realidade, o que o levava rotineiramente para tratamentos em aldeias psiquiátricas. Adulto, decidiu se tornar escritor e viver pulando de uma aldeia psiquiátrica para outra. Apesar de nenhum de seus livros ser lido por ninguém, sua escrita passou a ser considerada criminosa e herege porque como escritor se proclamava Deus. Sua situação se agravou quando passou a ser rastreado pela polícia quântica, pois gostava de viajar no tempo e em universos paralelos, sem autorização, para colher inspirações para seus textos. Foi preso quando, numa dessas viagens, acabou, por acidente, destruindo por completo toda uma realidade alternativa. Julgado e condenado a ser um degredado. Banido para sempre da Aglomeração 20.9. Não apenas isso, sofreu a mais cruel das punições previstas no Tratado Penal Interdimensional: Viver no planeta Terra! Enviado para junto de seus iguais, a raça falida.
Desde então, perambula pelo submundo humano esperando a realização da Grande Profecia, o dia em que os Fudidos varrerão a Terra e a Sarjeta engolirá os salões de festas.
Enquanto isso, continua criando.
Vez ou outra ainda confunde ficção com realidade.

E-mail: wnyhyw@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/Nyhyhwh
Blog: partesforadotodo.blogspot.com.br






Sardas

Ter filhos é maravilhoso.

O problema é esperar nove meses pra nascer.

Nove meses. Mais algumas semanas de resguardo e mais um tempo variável até acertar novamente o óvulo. E depois disso tudo, outros nove meses.

Eu e minha esposa ficávamos malucos esperando tanto tempo.

Era agonizante.

Mas a espera compensava.

E como.

Ficava um ano praticamente passando fome, mas quando nossa cria nascia…

Ah.

Que delícia.

Manjar dos deuses.

Se vocês soubessem o quanto é deliciosa a carne de um recém-nascido, também iriam quererem serem pais ou mães.

Carne tão pura, macia, suculenta. Fodam-se os bois e carneiros e patos premiados, nada chega perto, não tem nada igual, nada supera a carne de bebê humano.

Confesso que considero meu casamento perfeito. Afinal, eu e minha amada não precisamos nos preocupar com métodos contraceptivos. Muito pelo contrário. Podemos trepar e procriar à vontade. Procriar sem precisar criar, cuidar, educar. Sem despesas nem chateações. Apenas esse banquete mágico. É ou não é perfeito?

Depois que entramos para o Grupo e passamos a participar das Festas de Fecundação o problema da longa espera acabou.

Atualmente, recebemos apetitosas refeições a cada vinte dias, mais ou menos. Delícia. E com a vantagem de podermos experimentar raças, etnias e genéticas variadas.

O salivante milagre da vida.

Mas nada se compara ao fruto do ventre dela, da amada.

Páginas: 1 2

Ter filhos é maravilhoso.

O problema é esperar nove meses pra nascer.

Nove meses. Mais algumas semanas de resguardo e mais um tempo variável até acertar novamente o óvulo. E depois disso tudo, outros nove meses.

Eu e minha esposa ficávamos malucos esperando tanto tempo.

Era agonizante.

Mas a espera compensava.

E como.

Ficava um ano praticamente passando fome, mas quando nossa cria nascia…

Ah.

Que delícia.

Manjar dos deuses.

Se vocês soubessem o quanto é deliciosa a carne de um recém-nascido, também iriam quererem serem pais ou mães.

Carne tão pura, macia, suculenta. Fodam-se os bois e carneiros e patos premiados, nada chega perto, não tem nada igual, nada supera a carne de bebê humano.

Confesso que considero meu casamento perfeito. Afinal, eu e minha amada não precisamos nos preocupar com métodos contraceptivos. Muito pelo contrário. Podemos trepar e procriar à vontade. Procriar sem precisar criar, cuidar, educar. Sem despesas nem chateações. Apenas esse banquete mágico. É ou não é perfeito?

Depois que entramos para o Grupo e passamos a participar das Festas de Fecundação o problema da longa espera acabou.

Atualmente, recebemos apetitosas refeições a cada vinte dias, mais ou menos. Delícia. E com a vantagem de podermos experimentar raças, etnias e genéticas variadas.

O salivante milagre da vida.

Mas nada se compara ao fruto do ventre dela, da amada.

Páginas: 1 2