Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Wender Lucas Fernandes
Alcoólatra, drogado e totalmente insano, moro na infernal cidade de Palmeira Índios- AL, escrevo a pouco mais de 3 anos, sempre seguindo esse mesmo contexto, minhas inspirações vem de Bukowski, Augusto dos Anjos, Thoreau, satanás e Jesus Cristo, tento soltar uns berros numa banda de vagabundos possuidos querendo ser punks e nas horas vagas trabalho no RH de uma Prefeitura, quandonão estou possuido por demonios mundanos, tento escrever umas podreiras em um pedaço de papel.





Aleatoriedades

Cabeças rolando em meio aos corpos caídos.
Tripas enroladas em seus corpos
O amor de sentir dor aos pedaços
Diante dos candelabros no ambiente presente

Zumbis surgindo de repente
Um inferno tremendo na terra
Padres fudendo crianças e recebendo a bênção de deus
Esse deus careta, órfão e totalmente incompetente

Maconha enrolada na seda
Buceta chupada na carne
A dor pode ser arte
Mas o prazer de sangrar multiplica o sentido da alma

Pessoas são vazias
Buscam em palavras aleatórias sentido para a vida
Vivem em busca de salvação
Banalizam o ato sexo
E fazem da carnificina obra de arte psicológica.

Wender Lucas Fernandes
Aleatoriedades

Cabeças rolando em meio aos corpos caídos.
Tripas enroladas em seus corpos
O amor de sentir dor aos pedaços
Diante dos candelabros no ambiente presente

Zumbis surgindo de repente
Um inferno tremendo na terra
Padres fudendo crianças e recebendo a bênção de deus
Esse deus careta, órfão e totalmente incompetente

Maconha enrolada na seda
Buceta chupada na carne
A dor pode ser arte
Mas o prazer de sangrar multiplica o sentido da alma

Pessoas são vazias
Buscam em palavras aleatórias sentido para a vida
Vivem em busca de salvação
Banalizam o ato sexo
E fazem da carnificina obra de arte psicológica.