Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Wender Lucas Fernandes
Alcoólatra, drogado e totalmente insano, moro na infernal cidade de Palmeira Índios- AL, escrevo a pouco mais de 3 anos, sempre seguindo esse mesmo contexto, minhas inspirações vem de Bukowski, Augusto dos Anjos, Thoreau, satanás e Jesus Cristo, tento soltar uns berros numa banda de vagabundos possuidos querendo ser punks e nas horas vagas trabalho no RH de uma Prefeitura, quandonão estou possuido por demonios mundanos, tento escrever umas podreiras em um pedaço de papel.





Dormirei com você esta noite

Perdido em pensamentos fétidos em meio a podridão humana, vejo sempre as coisas de forma simples e sem sentido, vontade de gritar, vontade de beber uma taça cheia de sangue humano em um banquete de vísceras e restos mortais de pessoas vazias e sem propósito na vida. Sozinho num quarto vazio, não consigo pensar em nada além de tripas arrancadas, cabeças voando e olhos estraçalhados.

Essa é a vida de Marcelo, um jovem ligado a forças ocultas e cultos satânicos. Sua vida se resume a usar drogas e viver em seus cultos de adoração a Satanás. Marcelo tem uma vontade imensa de matar pessoas, arrancado membro por membro, mas por morar com seus pais nunca teve muita abertura para produzir tal feito.

Certa ocasião, quando passava um fim de semana na casa de seu amigo de infância, teve a “genial” ideia de matar todos ali mesmo, enquanto dormiam. Ao tempo em que arquitetava seu plano, imaginava a linda cara de horror e espanto de suas vítimas enquanto sofriam lentamente em suas mãos. Ao idealizar todo o plano, Marcelo espera o silêncio da madrugada para colocar seu plano em ação.

Caminhando pelo longo corredor da casa, ele passa pela porta do quarto da irmã do seu amigo e logo entra para acabar lentamente com sua primeira vítima. Ao entrar, avista a garota deitada com seu pijama, e sem pensar duas vezes ele a sufoca com seu lençol até deixá-la apagada. Então, com um sorriso maligno no rosto ele começa sua diversão.

Pela manhã, toda a vizinhança acorda com os gritos da mãe da garota. Assustados, vão até a casa para olhar o que aconteceu. Ao chegarem no quarto da menina, se deparam com um verdadeiro caos. Tripas coladas na parede formavam um pentagrama invertido. Um corpo mutilado se estendia na cama, com olhos colados nas mãos, que estavam grampeadas nos seios. As pernas quebradas formavam um 13, e a cabeça da menina estava pendurada na porta, com sua própria língua costurada na testa.

No final do dia, quando limparam todo o inferno no quarto da garota, Marcelo foi embora para sua casa sem demonstrar nenhum tipo de sentimento por seu amigo ou sua família. Ao chegar em casa acendeu um baseado e começou a pensar nos momentos em que ele estraçalhava a garota, e se divertia com cada peça arrancada do seu corpo, isso o fazia dar altas gargalhadas durante a noite, deitado em seu quarto.

Páginas: 1 2

Wender Lucas Fernandes
Dormirei com você esta noite

Perdido em pensamentos fétidos em meio a podridão humana, vejo sempre as coisas de forma simples e sem sentido, vontade de gritar, vontade de beber uma taça cheia de sangue humano em um banquete de vísceras e restos mortais de pessoas vazias e sem propósito na vida. Sozinho num quarto vazio, não consigo pensar em nada além de tripas arrancadas, cabeças voando e olhos estraçalhados.

Essa é a vida de Marcelo, um jovem ligado a forças ocultas e cultos satânicos. Sua vida se resume a usar drogas e viver em seus cultos de adoração a Satanás. Marcelo tem uma vontade imensa de matar pessoas, arrancado membro por membro, mas por morar com seus pais nunca teve muita abertura para produzir tal feito.

Certa ocasião, quando passava um fim de semana na casa de seu amigo de infância, teve a “genial” ideia de matar todos ali mesmo, enquanto dormiam. Ao tempo em que arquitetava seu plano, imaginava a linda cara de horror e espanto de suas vítimas enquanto sofriam lentamente em suas mãos. Ao idealizar todo o plano, Marcelo espera o silêncio da madrugada para colocar seu plano em ação.

Caminhando pelo longo corredor da casa, ele passa pela porta do quarto da irmã do seu amigo e logo entra para acabar lentamente com sua primeira vítima. Ao entrar, avista a garota deitada com seu pijama, e sem pensar duas vezes ele a sufoca com seu lençol até deixá-la apagada. Então, com um sorriso maligno no rosto ele começa sua diversão.

Pela manhã, toda a vizinhança acorda com os gritos da mãe da garota. Assustados, vão até a casa para olhar o que aconteceu. Ao chegarem no quarto da menina, se deparam com um verdadeiro caos. Tripas coladas na parede formavam um pentagrama invertido. Um corpo mutilado se estendia na cama, com olhos colados nas mãos, que estavam grampeadas nos seios. As pernas quebradas formavam um 13, e a cabeça da menina estava pendurada na porta, com sua própria língua costurada na testa.

No final do dia, quando limparam todo o inferno no quarto da garota, Marcelo foi embora para sua casa sem demonstrar nenhum tipo de sentimento por seu amigo ou sua família. Ao chegar em casa acendeu um baseado e começou a pensar nos momentos em que ele estraçalhava a garota, e se divertia com cada peça arrancada do seu corpo, isso o fazia dar altas gargalhadas durante a noite, deitado em seu quarto.

Páginas: 1 2