Hotel Bernardo - Wender Lucas Fernandes
Wender Lucas Fernandes
Humano podre, escritor maldito e alcoólatra degenerado. Moro na infernal cidade de Palmeira dos Índios- AL, escrevo desde 2014, meus companheiros de porre são Augusto dos Anjos (que me ensinou a necessidade inevitável que o homem tem de ser fera, diante dessa sociedade doentia e acabada) Charles Bukowski (Que me ensinou que o pior problema que um homem pode ter, é estar sóbrio) e Thoreau (Que me ensinou a desconfiar de qualquer atividade que requeira roupa nova). Casado com a insanidade, amante da tosqueira e inimigo da sociedade,tento passar alguns pensamentos aleatórios para um pedaço de papel.





Hotel Bernardo

Ignorando-o, Thiago logo joga o seu papel na língua e em seguida todos os outros repetem a ação, esperam um tempo e logo a viagem começa.

De inicio todo mundo está feliz, a viagem colorida invade a mente dos jovens e os deixa cada vez mais alegres e com vontade de aproveitar mais e mais aquela noite de alucinação.

– O mundo das drogas é perfeito! – Diz Thiago para seus amigos

Todos concordam com gritos e brindam com suas cervejas, comemorando o feito de Marcelo, por ter levado a droga para curtirem a noite.

Beirando as três da manhã, a bad passa a perturbar a mente do jovem Thiago e logo coisas estranhas começam a passar pela sua cabeça. Ele lembra da sua adolescência, quando era abusado pelo seu professor de arte e nunca contou nada pra ninguém, isso o toma por completo e logo começa a proferir gritos no hotel.

– ISSO NÃO DEVIA TER ACONTECIDO!

– AQUELE FILHO DA PUTA SE APROVEITOU DE MIM!

Todos os outros em suas viagens internas ignoram totalmente os gritos de Thiago e logo o caos e o inferno se proliferam em sua mente.

Com um forte súbito de desespero, Thiago abre a janela do quarto e se joga de cabeça do 10° andar de hotel Bernardo, seus amigos alucinados, não percebem o que havia acontecido e continuam nas suas alucinações.

Lá em baixo, os restos de Thiago enfeitam a calçada, sua cabeça se mistura aos outros órgãos do corpo, se tornando impossível identificá-la. Uma de suas pernas fora parar no estacionamento do hotel, em cima do carro do prefeito da cidade, exatamente no momento em que ele chupava o seu assessor, sem entender nada, ele sai do carro em desespero e procura a recepção do hotel.

– Tem uma perna humana em cima do carro, porra!

Desesperada a recepcionista liga para a policia e sai para alertar os hóspedes de um possível suicídio no prédio. Ao chegar no quarto reservado pelos jovens, encontra todos pelados em êxtase total sem nenhuma preocupação aparente e logo sente a falta de Thiago.

– O AMIGO DE VOCÊS ACABOU DE SE JOGAR

Ao ouvirem aquilo e procurarem por Thiago, sentem sua falta e uma bad coletiva se instala na cabeça de cada um dos jovens, com a noticia  eles entram em um transe permanente fazendo com que eles nunca mais saíssem daquela viagem, sendo diagnosticados como loucos e internados na clínica psiquiátrica da cidade.

O caso vira piada na pequena cidade, os administradores do Hotel Bernardo fazem uma nota de repúdio nas redes sociais falando do ocorrido e segue com seu funcionamento normalmente. 

 

 

Páginas: 1 2

Wender Lucas Fernandes
Hotel Bernardo

Ignorando-o, Thiago logo joga o seu papel na língua e em seguida todos os outros repetem a ação, esperam um tempo e logo a viagem começa.

De inicio todo mundo está feliz, a viagem colorida invade a mente dos jovens e os deixa cada vez mais alegres e com vontade de aproveitar mais e mais aquela noite de alucinação.

– O mundo das drogas é perfeito! – Diz Thiago para seus amigos

Todos concordam com gritos e brindam com suas cervejas, comemorando o feito de Marcelo, por ter levado a droga para curtirem a noite.

Beirando as três da manhã, a bad passa a perturbar a mente do jovem Thiago e logo coisas estranhas começam a passar pela sua cabeça. Ele lembra da sua adolescência, quando era abusado pelo seu professor de arte e nunca contou nada pra ninguém, isso o toma por completo e logo começa a proferir gritos no hotel.

– ISSO NÃO DEVIA TER ACONTECIDO!

– AQUELE FILHO DA PUTA SE APROVEITOU DE MIM!

Todos os outros em suas viagens internas ignoram totalmente os gritos de Thiago e logo o caos e o inferno se proliferam em sua mente.

Com um forte súbito de desespero, Thiago abre a janela do quarto e se joga de cabeça do 10° andar de hotel Bernardo, seus amigos alucinados, não percebem o que havia acontecido e continuam nas suas alucinações.

Lá em baixo, os restos de Thiago enfeitam a calçada, sua cabeça se mistura aos outros órgãos do corpo, se tornando impossível identificá-la. Uma de suas pernas fora parar no estacionamento do hotel, em cima do carro do prefeito da cidade, exatamente no momento em que ele chupava o seu assessor, sem entender nada, ele sai do carro em desespero e procura a recepção do hotel.

– Tem uma perna humana em cima do carro, porra!

Desesperada a recepcionista liga para a policia e sai para alertar os hóspedes de um possível suicídio no prédio. Ao chegar no quarto reservado pelos jovens, encontra todos pelados em êxtase total sem nenhuma preocupação aparente e logo sente a falta de Thiago.

– O AMIGO DE VOCÊS ACABOU DE SE JOGAR

Ao ouvirem aquilo e procurarem por Thiago, sentem sua falta e uma bad coletiva se instala na cabeça de cada um dos jovens, com a noticia  eles entram em um transe permanente fazendo com que eles nunca mais saíssem daquela viagem, sendo diagnosticados como loucos e internados na clínica psiquiátrica da cidade.

O caso vira piada na pequena cidade, os administradores do Hotel Bernardo fazem uma nota de repúdio nas redes sociais falando do ocorrido e segue com seu funcionamento normalmente. 

 

 

Páginas: 1 2