Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
C.B. Kaihatsu
C. B. Kaihatsu é escritora, poetisa, engenheira de controle e automação, bailarina clássica e de jazz e colunista cultural do Jornal Tribuna de Paulínia, da revista Amazing e do site CultEcléticos.
Coautora do livro “Retalhos: Almas em Versos” (Editora Empíreo), vencedor do Prêmio Brasil Entre Palavras na categoria Melhor Livro de Poesia de 2016, também participou das antologias: Mais Amor, Por Favor (Editora Coerência), Arquivos do Mal (Editora Coerência), A Arte do Terror – Cartas (Elemental Editoração). É organizadora da antologia de contos de terror e suspense “A Sociedade dos Corvos” publicada este ano pela Editora Coerência. O Mestre do Horror, R. F. Lucchetti, participa como prefaciador e autor convidado.
Ainda em 2017, possui participação nas antologias: Vampiro: Um Livro Colaborativo (Editora Empíreo) , Playlist – Contos Musicais (Editora Rouxinol) e Noite Natalina (Editora Skull).
Fã de Fórmula 1, já colaborou com artigos para o blog F1 – Fórmula 1.

E-mail: c.b.kaihatsu@gmail.com
Fanpage: facebook.com/C.B.Kaihatsu
Wattpad: CBKaihatsu






Freak Show

Os espectadores ficaram extasiados com a beleza das irmãs. Lilith parecia o pecado da luxúria encarnado, enquanto Eva apresentava um semblante etéreo. Elas cantaram uma canção que deixou a todos mesmerizados, e o rapaz do nariz quebrado até esqueceu-se da dor.

— Temos uma surpresa para o espetáculo de hoje. Quem conseguir vencer o nosso exímio pugilista, Golias, o grande, poderá ter uma noite com as irmãs siamesas — anunciou o apresentador.

Homens fizeram fila para enfrentar o tal boxeador, e riram-se quando viram que se tratava de um anão, pensando ser alguma pegadinha.

— Não se deixem enganar pela estatura deste homem. Lembrem-se de que Davi venceu o gigante Golias. Mas aqui no Cirque du Freak, o nosso Davi é o anão Golias! Não o subestimem.

Golias foi nocauteando um a um, até que foi a vez de um homem com o rosto ensanguentado, o do nariz quebrado. As irmãs fizeram um sinal a Golias que prontamente entendeu e deixou-se vencer.

— Temos um vencedor! Qual o seu nome rapaz? — perguntou Ivan.

— Lúcio — respondeu o homem com um sorriso malicioso.

Findo o espetáculo, uma das cabines foi preparada para que Lúcio resgatasse seu “prêmio”. O ambiente estava à meia luz e a as irmãs vestiam apenas uma fina túnica azul de seda transparente. O homem ficou ainda mais afoito ao ver o corpo escultural de Lilith e Eva com mais detalhes. Atirou-se aos braços das irmãs, que o envolveram num abraço. A última coisa que Lúcio ouviu foi o sussurro das gêmeas em seus ouvidos:

— Você vai pagar. Um dia todos pagam.

E ao dizer isso, cada uma beijou um lado da bochecha do homem. Suas bocas pregaram-se a pele dele como uma ventosa e foram sugando sua alma, sua massa, sua vida.

De repente, não eram mais duas mulheres, duas mentes num corpo. A vitalidade do homem permitiria por algumas horas, nesse único dia do ano, que cada qual tivesse seu próprio corpo. Ouviu-se batidas de leve na porta, era Ivan.

— Não se esqueçam de deixar um pouco para mim, esse é o combinado. Preciso manter a minha juventude. Corram crianças, aproveitem enquanto eu termino o que vocês começaram.

As irmãs sumiram na noite, aproveitando este momento de ter um corpo só seu. Já Ivan levou seus lábios aos de Lúcio e terminou de lhe sugar algum resquício de vida que ainda lhe restara:

— Eternamente jovem! — exclamou Ivan ao atirar o corpo de Lúcio, ou o que sobrara dele, no chão da cabine.

Páginas: 1 2 3 4

C.B. Kaihatsu
Freak Show

Os espectadores ficaram extasiados com a beleza das irmãs. Lilith parecia o pecado da luxúria encarnado, enquanto Eva apresentava um semblante etéreo. Elas cantaram uma canção que deixou a todos mesmerizados, e o rapaz do nariz quebrado até esqueceu-se da dor.

— Temos uma surpresa para o espetáculo de hoje. Quem conseguir vencer o nosso exímio pugilista, Golias, o grande, poderá ter uma noite com as irmãs siamesas — anunciou o apresentador.

Homens fizeram fila para enfrentar o tal boxeador, e riram-se quando viram que se tratava de um anão, pensando ser alguma pegadinha.

— Não se deixem enganar pela estatura deste homem. Lembrem-se de que Davi venceu o gigante Golias. Mas aqui no Cirque du Freak, o nosso Davi é o anão Golias! Não o subestimem.

Golias foi nocauteando um a um, até que foi a vez de um homem com o rosto ensanguentado, o do nariz quebrado. As irmãs fizeram um sinal a Golias que prontamente entendeu e deixou-se vencer.

— Temos um vencedor! Qual o seu nome rapaz? — perguntou Ivan.

— Lúcio — respondeu o homem com um sorriso malicioso.

Findo o espetáculo, uma das cabines foi preparada para que Lúcio resgatasse seu “prêmio”. O ambiente estava à meia luz e a as irmãs vestiam apenas uma fina túnica azul de seda transparente. O homem ficou ainda mais afoito ao ver o corpo escultural de Lilith e Eva com mais detalhes. Atirou-se aos braços das irmãs, que o envolveram num abraço. A última coisa que Lúcio ouviu foi o sussurro das gêmeas em seus ouvidos:

— Você vai pagar. Um dia todos pagam.

E ao dizer isso, cada uma beijou um lado da bochecha do homem. Suas bocas pregaram-se a pele dele como uma ventosa e foram sugando sua alma, sua massa, sua vida.

De repente, não eram mais duas mulheres, duas mentes num corpo. A vitalidade do homem permitiria por algumas horas, nesse único dia do ano, que cada qual tivesse seu próprio corpo. Ouviu-se batidas de leve na porta, era Ivan.

— Não se esqueçam de deixar um pouco para mim, esse é o combinado. Preciso manter a minha juventude. Corram crianças, aproveitem enquanto eu termino o que vocês começaram.

As irmãs sumiram na noite, aproveitando este momento de ter um corpo só seu. Já Ivan levou seus lábios aos de Lúcio e terminou de lhe sugar algum resquício de vida que ainda lhe restara:

— Eternamente jovem! — exclamou Ivan ao atirar o corpo de Lúcio, ou o que sobrara dele, no chão da cabine.

Páginas: 1 2 3 4