Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Coffin Souza
Cesar “Coffin” Souza
Nasci em uma madrugada fria de junho de 1962. Continuo gostando de madrugadas e de frio.
Cresci com livros, filmes, gatos & quadrinhos. Queria ser Cientista, Desenhista, Escritor, Pintor, Diretor de Cinema, Ator... Faço um pouco de cada-tudo-junto-misturado. Batalhando como todos para sobreviver ao dia-a-dia, nas horas (poucas) vagas, escrevo, atuo, faço filmes, faço coisas. Orgulho de ter sido cúmplice com Baiestorf/Waslawick/Toniolli/Bortolanza/Jahnke da deliciosa demência chamada Canibal Filmes. Tenho dois blogs: She Demons Zine (shedemonszine.blogspot.com.br ) & Museu da Meia Noite (museudameianoite.blogspot.com.br ). Estou neles. E aqui. Em vários lugares. E em nenhum...
E-mail: coffinsouza@gmail.com






O Evangelista de Sodoma 3

          -E em música. Boa música. E tu também tens bom gosto, já que tem ouvido os discos que te presenteei…

          -Não mude de assunto! Estou falando das tuas convicções e aspirações. Virgem Santa, eu gosto muito de ti e me preocupo. Tu é contra todos, quer viver a margem de tudo, e não se apega a nenhuma fé, quer morrer sozinho?

          -Você está enganada Lurdes (seu nome era Maria de Lurdes Glória dos Santos, 15 ou 16 anos, cega de nascença e prostituta desde os 10 anos) tem coisas desta tua sociedadezinha cristã-ditatorial que eu gosto. Não preciso trabalhar por que ninguém pode passar fome e frio, me viro com a esmola oficial do Estado-Igreja. Bom, e a cerveja e o vinho ainda são liberados, apesar de eu ficar só com as geladas. Pô, todo o vinho é suave. Vinho de missa. Dá azia. E as prostitutas, como estão presentes em toda a história Bíblica, são protegidas pela Lei Madalena, como tu bem sabes, o que mais eu vou querer?

          -Por favor, tu precisa de alguma coisa que te preencha, algo no fundo do teu coração que…

          Aquela conversa de “preencher”, ”algo no fundo”, me reergueu o tesão. Enquanto ela tentava a todo custo me converter a alguma coisa, e argumentava que era perigoso eu viver assim, fui colocando-a de bruços com um travesseiro em baixo de sua barriguinha e com uma pequena quantidade de cuspe lubrifiquei seu rabo e a penetrei com apenas uma estocada. Ela gaguejou um pouco, mas continuou a falar e pregar enquanto era sodomizada. Puxei-a pelos longos cabelos para beijá-la na boca para ver se a calava, e vi que estava chorando. Lambi suas lágrimas e não senti nenhum gosto de dor física. Uma linda prostituta adolescente, cega e talvez apaixonada… prometi a mim mesmo que seria a última a vez que a procuraria… com um pouco de pressa, gozei…

 

O EVANGELISTA DE SODOMA – O Monge Ateu

 “A imaginação é o único terreno onde o homem é realmente livre.”

(Luis Buñuel)

           Assoviei três vezes e depois fiquei piscando com minha lanterna de bolso apontando o facho para sua janela. Era sempre o mesmo ritual de sinais secretos que me abriam as postas de um dos meus refúgios preferidos: O Museu de Comunicação & Imagem & Som. Logo ele apareceu no pátio interno dos fundos do prédio, arrastando seus chinelos, segurando um enorme porrete de madeira e resmungando como um velho muito velho.

          -Quem está aí?

          -Abre logo este portão e não faz gritaria seu maluco, tu sabes que sou eu…

          -Ora… ”eu”, ”eu”… que resposta mais vaga, quantos “eus” eu tenho dentro de mim e nenhum deles vem me incomodar a uma hora destas…

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Coffin Souza
O Evangelista de Sodoma 3

          -E em música. Boa música. E tu também tens bom gosto, já que tem ouvido os discos que te presenteei…

          -Não mude de assunto! Estou falando das tuas convicções e aspirações. Virgem Santa, eu gosto muito de ti e me preocupo. Tu é contra todos, quer viver a margem de tudo, e não se apega a nenhuma fé, quer morrer sozinho?

          -Você está enganada Lurdes (seu nome era Maria de Lurdes Glória dos Santos, 15 ou 16 anos, cega de nascença e prostituta desde os 10 anos) tem coisas desta tua sociedadezinha cristã-ditatorial que eu gosto. Não preciso trabalhar por que ninguém pode passar fome e frio, me viro com a esmola oficial do Estado-Igreja. Bom, e a cerveja e o vinho ainda são liberados, apesar de eu ficar só com as geladas. Pô, todo o vinho é suave. Vinho de missa. Dá azia. E as prostitutas, como estão presentes em toda a história Bíblica, são protegidas pela Lei Madalena, como tu bem sabes, o que mais eu vou querer?

          -Por favor, tu precisa de alguma coisa que te preencha, algo no fundo do teu coração que…

          Aquela conversa de “preencher”, ”algo no fundo”, me reergueu o tesão. Enquanto ela tentava a todo custo me converter a alguma coisa, e argumentava que era perigoso eu viver assim, fui colocando-a de bruços com um travesseiro em baixo de sua barriguinha e com uma pequena quantidade de cuspe lubrifiquei seu rabo e a penetrei com apenas uma estocada. Ela gaguejou um pouco, mas continuou a falar e pregar enquanto era sodomizada. Puxei-a pelos longos cabelos para beijá-la na boca para ver se a calava, e vi que estava chorando. Lambi suas lágrimas e não senti nenhum gosto de dor física. Uma linda prostituta adolescente, cega e talvez apaixonada… prometi a mim mesmo que seria a última a vez que a procuraria… com um pouco de pressa, gozei…

 

O EVANGELISTA DE SODOMA – O Monge Ateu

 “A imaginação é o único terreno onde o homem é realmente livre.”

(Luis Buñuel)

           Assoviei três vezes e depois fiquei piscando com minha lanterna de bolso apontando o facho para sua janela. Era sempre o mesmo ritual de sinais secretos que me abriam as postas de um dos meus refúgios preferidos: O Museu de Comunicação & Imagem & Som. Logo ele apareceu no pátio interno dos fundos do prédio, arrastando seus chinelos, segurando um enorme porrete de madeira e resmungando como um velho muito velho.

          -Quem está aí?

          -Abre logo este portão e não faz gritaria seu maluco, tu sabes que sou eu…

          -Ora… ”eu”, ”eu”… que resposta mais vaga, quantos “eus” eu tenho dentro de mim e nenhum deles vem me incomodar a uma hora destas…

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10