Um mundo de tristezas e dor - E. B. Toniolli
E. B. Toniolli
Sou um contador de histórias.
Desde que tenho consiência de minha existência conto histórias.
Sou péssimo com nomes e rostos e a vida das pessoas não me atrai, mas as suas histórias sim.
Cada dia uma nova história, com suas banalidades, com suas expectativas, frustrações, seus sonhos, medos...
Me agrada o caos presente na ordem e a ordem sistemática presente no caos.
E assim levo a vida: entre extremos de crenças e crença nenhuma, entre a criação do novo e a reciclagem do bem e do mau, do belo e do feio.
Entre os diversos meios de retratar a vida, de criar conceitos em empresa, de vender esperanças na harmonia das coisas e das pessoas.
E assim levo a vida, contando histórias.

E-mail: toniolli@gmail.com
Facebook: facebook.com/ebtoniolli




Um mundo de tristezas e dor

Queria gritar, e grito
Minha voz alcança o infinito
E lá, tu choras pela minha dor
Ainda sentes o mesmo amor
Que todas as noites nos consumia
Como me consome hoje a agonia.
Dias de louco devaneio,
Na ressureição eu não creio.
Esgotado, a cama me conforta
Vejo toda a esperança morta
Meu coração bate devagar
Sinto que vai parar
E parou.
Acabou.
Morri.
Mas na morte percebi:
Não encontrei-te na eternidade
Mentiram-me, não era verdade.
O eterno é tão solitário quanto a vida
Sozinho, entendo, minha querida:
O amor é desprezível
Alcanço o outro nível
Sozinho para entender o universo
Tão vasto quanto este verso.

Páginas: 1 2

E. B. Toniolli
Um mundo de tristezas e dor

Queria gritar, e grito
Minha voz alcança o infinito
E lá, tu choras pela minha dor
Ainda sentes o mesmo amor
Que todas as noites nos consumia
Como me consome hoje a agonia.
Dias de louco devaneio,
Na ressureição eu não creio.
Esgotado, a cama me conforta
Vejo toda a esperança morta
Meu coração bate devagar
Sinto que vai parar
E parou.
Acabou.
Morri.
Mas na morte percebi:
Não encontrei-te na eternidade
Mentiram-me, não era verdade.
O eterno é tão solitário quanto a vida
Sozinho, entendo, minha querida:
O amor é desprezível
Alcanço o outro nível
Sozinho para entender o universo
Tão vasto quanto este verso.

Páginas: 1 2