Egogracia (Parte 1) - Flávio Assumpção
Flávio Assumpção
Eu escrevo desde 2007. Trabalho com contos de terror e ficção científica. Fui influenciado por Lautreamont, Marquês de Sade, Philip K. Dick, Robert Anton Wilson, Willian Burroughs, Augusto dos Anjos, Hakim Bey, Alan Moore, Clive Barker, entre outros. Quando não estou sob a influência dos demônios do caos, costumo trabalhar como psicólogo clínico na cidade de São Paulo.





Egogracia (Parte 1)

Éris lê e relê cada página do livro.

Ela parece gostar do que vê.

Deixa um cuspe dourado em cima da mesa do escritor, como uma forma de presenteá-lo.

Logo o ego será dissolvido e a essência do ser brilhará.

O dia do caos se aproxima o dia da discórdia transcendente.

O garoto caminha por trás dos espelhos, vendo aquilo que ninguém quer ver.

Lúcifer se prepara para a batalha final entre os humanos.

O escritor senta em sua mesa para terminar seu texto.

Éris toca em sua flauta a canção do devir…

 

Páginas: 1 2 3 4 5

Flávio Assumpção
Egogracia (Parte 1)

Éris lê e relê cada página do livro.

Ela parece gostar do que vê.

Deixa um cuspe dourado em cima da mesa do escritor, como uma forma de presenteá-lo.

Logo o ego será dissolvido e a essência do ser brilhará.

O dia do caos se aproxima o dia da discórdia transcendente.

O garoto caminha por trás dos espelhos, vendo aquilo que ninguém quer ver.

Lúcifer se prepara para a batalha final entre os humanos.

O escritor senta em sua mesa para terminar seu texto.

Éris toca em sua flauta a canção do devir…

 

Páginas: 1 2 3 4 5