Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Gisele Honorato
Gisele Honorato, 34 anos, nasceu em Vila Velha no Espírito Santo e participou de várias coletâneas literárias, sendo as mais recentes:
Ultra Rômanticos, Góticos & Trágicos Poemas (2020) pela Dark Books;
Sangue e Água Benta (2020) pelo Grupo Editorial Quimera;
Noites Arcanas (2020) pela Dríade Editora;
A Maldição da Lua Cheia (2021) pela Cartola Editora e
Witch (2021) pela Amazon pela Come in Handy.










A Promessa

No dia seguinte, fui cedo para o trabalho e passei o dia todo pensando nela, só pensava na noite agradável que poderia ter ouvindo sua doce voz. Meus amigos foram me ver no horário do almoço e contei para eles sobre a bela jovem que havia conhecido, de repente eles estremeceram como se eu tivesse dito algo inadequado. Um deles me disse que não co-nhecia ninguém com esse nome. No entanto, a casa dela era apenas uma quadra de distância do local da festa, e a reação que tiveram quando mencionei o seu nome, inicialmente pensei que era uma mentira contada por eles, e para ser honesto eu até pensei que qualquer um de-les poderia ter algum interesse em Patrícia, minha Patrícia.
Mas depois de tantos anos meus amigos conheciam todos os problemas que tive e grande maioria causada por ciúme, então Igor serio me disse que não conhecia nenhuma mulher com esse nome, não viva pelo me-nos.
O que meus amigos me disseram me forçou a pedir informações a um grande número de pessoas que vivem ao redor, e o que sabiam sobre Pa-trícia, e para minha surpresa e decepção todos me disseram o mesmo que meus amigos, que ela era uma jovem bela e solitária que um dia de repente tirou a própria vida e a de seus pais por causa da tolice e da in-sistência de sua mãe a força-la a fazer amigos, apesar dos aspectos ne-gativos da Patrícia e mesmo depois de ouvir essa história horrível de vá-rias pessoas diferentes, mas eu me recusei a acreditar que a Patrícia que eu havia conhecido na noite anterior tinha sido capaz de fazer isso. Eu estava confuso com fato de que ela não era mais parte deste mundo. Para terminar as minhas dúvidas eu pedi aos meus amigos para me levar
para até o túmulo dela. Dentro do cemitério senti sua presença. Meu co-ração quebrou quando enfrentei seu túmulo. Naquele momento, eu disse aos meus amigos para me acompanhar até minha casa para não ficar na-quele lugar tão sombrio. Naquela noite não fui ao nosso encontro e coi-sas estranhas começaram a acontecer na minha casa: a queda de obje-tos do seu lugar por nenhuma razão aparente, portas batendo violenta-mente, janelas amanhecendo abertas, quando tinha certeza que as havia trancado e algumas outras coisas fora do comum. A cada dia que passa, essas manifestações tem aumentado de intensidade e frequência.

Páginas: 1 2 3

Gisele Honorato
A Promessa

No dia seguinte, fui cedo para o trabalho e passei o dia todo pensando nela, só pensava na noite agradável que poderia ter ouvindo sua doce voz. Meus amigos foram me ver no horário do almoço e contei para eles sobre a bela jovem que havia conhecido, de repente eles estremeceram como se eu tivesse dito algo inadequado. Um deles me disse que não co-nhecia ninguém com esse nome. No entanto, a casa dela era apenas uma quadra de distância do local da festa, e a reação que tiveram quando mencionei o seu nome, inicialmente pensei que era uma mentira contada por eles, e para ser honesto eu até pensei que qualquer um de-les poderia ter algum interesse em Patrícia, minha Patrícia.
Mas depois de tantos anos meus amigos conheciam todos os problemas que tive e grande maioria causada por ciúme, então Igor serio me disse que não conhecia nenhuma mulher com esse nome, não viva pelo me-nos.
O que meus amigos me disseram me forçou a pedir informações a um grande número de pessoas que vivem ao redor, e o que sabiam sobre Pa-trícia, e para minha surpresa e decepção todos me disseram o mesmo que meus amigos, que ela era uma jovem bela e solitária que um dia de repente tirou a própria vida e a de seus pais por causa da tolice e da in-sistência de sua mãe a força-la a fazer amigos, apesar dos aspectos ne-gativos da Patrícia e mesmo depois de ouvir essa história horrível de vá-rias pessoas diferentes, mas eu me recusei a acreditar que a Patrícia que eu havia conhecido na noite anterior tinha sido capaz de fazer isso. Eu estava confuso com fato de que ela não era mais parte deste mundo. Para terminar as minhas dúvidas eu pedi aos meus amigos para me levar
para até o túmulo dela. Dentro do cemitério senti sua presença. Meu co-ração quebrou quando enfrentei seu túmulo. Naquele momento, eu disse aos meus amigos para me acompanhar até minha casa para não ficar na-quele lugar tão sombrio. Naquela noite não fui ao nosso encontro e coi-sas estranhas começaram a acontecer na minha casa: a queda de obje-tos do seu lugar por nenhuma razão aparente, portas batendo violenta-mente, janelas amanhecendo abertas, quando tinha certeza que as havia trancado e algumas outras coisas fora do comum. A cada dia que passa, essas manifestações tem aumentado de intensidade e frequência.

Páginas: 1 2 3