Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Gisele Honorato
Gisele Honorato, 34 anos, nasceu em Vila Velha no Espírito Santo e participou de várias coletâneas literárias, sendo as mais recentes:
Ultra Rômanticos, Góticos & Trágicos Poemas (2020) pela Dark Books;
Sangue e Água Benta (2020) pelo Grupo Editorial Quimera;
Noites Arcanas (2020) pela Dríade Editora;
A Maldição da Lua Cheia (2021) pela Cartola Editora e
Witch (2021) pela Amazon pela Come in Handy.










A Promessa

Outro dia eu pensei que tinha visto a silhueta dela no espelho do meu quarto, mas ao olhar atentamente para o espelho por alguns minutos não vi nada de estranho. No entanto, esta não foi à única vez que eu a vi, faz apenas cinco noites que do nada senti alguém me olhando do lado de fora da minha janela, o que me fez levantar para ver o que era, vi uma sombra de aspecto feminino que desapareceu quase que imediatamente. Por estas razões é que agora eu escrevo isso, porque eu quero a história dela guardada, sei que deve sentir se traída, porque eu não cumpri nossa promessa de ir ao parque no dia seguinte. Admito que no começo eu es-tava com medo de ir, mas agora eu não sei como viver desse jeito, com essa ausência dela, sou mais fraco e não eu aceitei o meu destino, eu não percebi que a vida sem Patrícia não tem nenhum sentido. Eu sei que ela está vindo porque a temperatura caiu de repente e ouvi passos perto da porta da frente.
A espera terminou, é hora de cumprir a minha promessa, ela já chegou aqui e está brava comigo, e com razão. Passarei a eternidade me redi-mindo por tê la magoado. Adeus…
“No dia seguinte o corpo de Marcos foi encontrado enforcado no seu quarto por um amigo preocupado com as faltas dele no trabalho e facul-dade. A perícia apontou que ele mesmo havia se enforcado. O amigo re-lata que Marcos havia sofrido recentemente uma desilusão amorosa. E não sabe se esse foi o motivo do mesmo ter se suicidado. Mas garante que o vestido e as flores encontradas junto ao corpo não são da ex na-morada.”

Páginas: 1 2 3

Gisele Honorato
A Promessa

Outro dia eu pensei que tinha visto a silhueta dela no espelho do meu quarto, mas ao olhar atentamente para o espelho por alguns minutos não vi nada de estranho. No entanto, esta não foi à única vez que eu a vi, faz apenas cinco noites que do nada senti alguém me olhando do lado de fora da minha janela, o que me fez levantar para ver o que era, vi uma sombra de aspecto feminino que desapareceu quase que imediatamente. Por estas razões é que agora eu escrevo isso, porque eu quero a história dela guardada, sei que deve sentir se traída, porque eu não cumpri nossa promessa de ir ao parque no dia seguinte. Admito que no começo eu es-tava com medo de ir, mas agora eu não sei como viver desse jeito, com essa ausência dela, sou mais fraco e não eu aceitei o meu destino, eu não percebi que a vida sem Patrícia não tem nenhum sentido. Eu sei que ela está vindo porque a temperatura caiu de repente e ouvi passos perto da porta da frente.
A espera terminou, é hora de cumprir a minha promessa, ela já chegou aqui e está brava comigo, e com razão. Passarei a eternidade me redi-mindo por tê la magoado. Adeus…
“No dia seguinte o corpo de Marcos foi encontrado enforcado no seu quarto por um amigo preocupado com as faltas dele no trabalho e facul-dade. A perícia apontou que ele mesmo havia se enforcado. O amigo re-lata que Marcos havia sofrido recentemente uma desilusão amorosa. E não sabe se esse foi o motivo do mesmo ter se suicidado. Mas garante que o vestido e as flores encontradas junto ao corpo não são da ex na-morada.”

Páginas: 1 2 3