Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





A carioca

Seguimos virando e metendo por mais de hora
Logo que pude, virei ela de bunda pra cima
Abri bem as nádegas até enxergar a buceta ensopada
Meti o pau ali e meti o polegar bem dentro do cu dela
Achei que teria resposta negativa de imediato mas ela se empinou, preparando pra ir mais fundo
Tirei o pau da buceta
Peguei uma dose do mel dela e derramei no cu
Recoloquei o pau na buceta
Agora eu metia o polegar no rabo dela bem facilmente 
Ela adorou
Logo tirei o pau e esfreguei na porta melada do cu dela
Pra logo meter tudo ali
Ela finalmente deu a resposta negativa
Disse que não estava vontade pra isso
Eu joguei meu peso todo por cima dela e meti um pouco
Babei no pescoço dela
Ela implorou pra eu parar que iria doer demais e ela nunca gostou
Parei
Mas o dedo seguiu ali
Assim ela gostava
E tudo que me deixa mais excitado é ver a parceira excitada
Viramos e metemos mais, até que anunciei minha gozada
Meu pau doia de tão duro
Puxei as duas mãos dela pra trás 
Segurei bem firme
Ela sendo magra, conseguia segurar os 2 pulsos apenas com uma mão
A outra mão eu jogava meu peso bem na lombar dela, forçando a empinar bem a bunda
Meu pau ia bem fundo
Quando eu sentia ele latejando de tesão meti fundo e segurei lá dentro
Despejei todo meu leite dentro dela

Páginas: 1 2 3 4 5

Hügo Mendigo
A carioca

Seguimos virando e metendo por mais de hora
Logo que pude, virei ela de bunda pra cima
Abri bem as nádegas até enxergar a buceta ensopada
Meti o pau ali e meti o polegar bem dentro do cu dela
Achei que teria resposta negativa de imediato mas ela se empinou, preparando pra ir mais fundo
Tirei o pau da buceta
Peguei uma dose do mel dela e derramei no cu
Recoloquei o pau na buceta
Agora eu metia o polegar no rabo dela bem facilmente 
Ela adorou
Logo tirei o pau e esfreguei na porta melada do cu dela
Pra logo meter tudo ali
Ela finalmente deu a resposta negativa
Disse que não estava vontade pra isso
Eu joguei meu peso todo por cima dela e meti um pouco
Babei no pescoço dela
Ela implorou pra eu parar que iria doer demais e ela nunca gostou
Parei
Mas o dedo seguiu ali
Assim ela gostava
E tudo que me deixa mais excitado é ver a parceira excitada
Viramos e metemos mais, até que anunciei minha gozada
Meu pau doia de tão duro
Puxei as duas mãos dela pra trás 
Segurei bem firme
Ela sendo magra, conseguia segurar os 2 pulsos apenas com uma mão
A outra mão eu jogava meu peso bem na lombar dela, forçando a empinar bem a bunda
Meu pau ia bem fundo
Quando eu sentia ele latejando de tesão meti fundo e segurei lá dentro
Despejei todo meu leite dentro dela

Páginas: 1 2 3 4 5