A depressão da virgindade guardada - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





A depressão da virgindade guardada

Fomos a um quarto de hotel perto da rodoviária
Finalmente ia acontecer o combinado de meses.
Sozinhos no quarto, ela foi ao chuveiro
Eu estava limpo, à esperei na cama
Ela demorou mais que uma ducha rápida
Mas veio
O nervosismo dela era gritante
Quase tremia, vergonha de tudo, faltavam palavras
Eu tranquilo, mas percebi isso
Começamos devagar
Senti que ela estava tensa e resolvi não apressar para não piorar tudo
Passados alguns minutos de carinhos e beijos a despi totalmente
Eu também estava nu
A coloquei deitada
Bunda para cima
Montei em suas grossas coxas
Encaixei meu pau na porta de sua vagina
Ela estava ensopada de tesão
Babava para fora da cova
Eu estava bem excitado em achar que eu comandaria a situação
Ela demonstrava medo e desejo de ser dominada ao mesmo tempo
Meti para dentro dela
Fui devagar mas senti um estalo alto
E eu mesmo tempo ela pulou e gritou
Aquilo foi dor, não tesão
Eu mesmo me assustei
Pensei ter achado o encaixe traseiro dela

Páginas: 1 2 3 4 5

Hügo Mendigo
A depressão da virgindade guardada

Fomos a um quarto de hotel perto da rodoviária
Finalmente ia acontecer o combinado de meses.
Sozinhos no quarto, ela foi ao chuveiro
Eu estava limpo, à esperei na cama
Ela demorou mais que uma ducha rápida
Mas veio
O nervosismo dela era gritante
Quase tremia, vergonha de tudo, faltavam palavras
Eu tranquilo, mas percebi isso
Começamos devagar
Senti que ela estava tensa e resolvi não apressar para não piorar tudo
Passados alguns minutos de carinhos e beijos a despi totalmente
Eu também estava nu
A coloquei deitada
Bunda para cima
Montei em suas grossas coxas
Encaixei meu pau na porta de sua vagina
Ela estava ensopada de tesão
Babava para fora da cova
Eu estava bem excitado em achar que eu comandaria a situação
Ela demonstrava medo e desejo de ser dominada ao mesmo tempo
Meti para dentro dela
Fui devagar mas senti um estalo alto
E eu mesmo tempo ela pulou e gritou
Aquilo foi dor, não tesão
Eu mesmo me assustei
Pensei ter achado o encaixe traseiro dela

Páginas: 1 2 3 4 5