A depressão da virgindade guardada - Hugo Mendigo
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





A depressão da virgindade guardada

Ela com pressa demais e eu louco para ir embora
Dormi uns minutos
“…estou ficando entediada…”
Ela disse, já sem paciência
Foi o fim
Me levantei e disse que estava de partida
Ela retrucou e se iniciou uma D.R.
“Não!”
Quando eu percebi eu gritei por dentro de mim
Me vesti
Guardei minhas cordas que inutilmente levei junto
Peguei a cerveja que ela tinha me levado de presente
E fui embora
Seria cômico se não fosse um trauma
Se para mim foi, imagino para ela
“Ele gozou dentro de mim, me usou e depois satisfeito foi embora me abandonando”
Aposto que ela pensou isso
E deve ter dito isso a alguém
Não a culpo
Devo ter feito isso mesmo
Mesmo sem pensar
Mas satisfeito, foi uma coisa que não fiquei naquele dia
Fui para casa numa noite fria
Me masturbei vendo um filme com travestis
E só limpei meu pau do sangue dela na terça, dentro de outra buceta, quando transei de novo
Bêbado e com uma vadia gostosa
Essa sim uma puta bem boa de fuder a noite toda
Agora sim eu estava satisfeito!

Páginas: 1 2 3 4 5

Hügo Mendigo
A depressão da virgindade guardada

Ela com pressa demais e eu louco para ir embora
Dormi uns minutos
“…estou ficando entediada…”
Ela disse, já sem paciência
Foi o fim
Me levantei e disse que estava de partida
Ela retrucou e se iniciou uma D.R.
“Não!”
Quando eu percebi eu gritei por dentro de mim
Me vesti
Guardei minhas cordas que inutilmente levei junto
Peguei a cerveja que ela tinha me levado de presente
E fui embora
Seria cômico se não fosse um trauma
Se para mim foi, imagino para ela
“Ele gozou dentro de mim, me usou e depois satisfeito foi embora me abandonando”
Aposto que ela pensou isso
E deve ter dito isso a alguém
Não a culpo
Devo ter feito isso mesmo
Mesmo sem pensar
Mas satisfeito, foi uma coisa que não fiquei naquele dia
Fui para casa numa noite fria
Me masturbei vendo um filme com travestis
E só limpei meu pau do sangue dela na terça, dentro de outra buceta, quando transei de novo
Bêbado e com uma vadia gostosa
Essa sim uma puta bem boa de fuder a noite toda
Agora sim eu estava satisfeito!

Páginas: 1 2 3 4 5