Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Hügo Mendigo
Em 1984, ao pseudo fim da ditadura no Brasil, na cidadezinha rural de Gravataí nascia mais um Mendigo, o Hügo. Parece um clichê dizer "escrever para não enlouquecer" mas foi sim sua psicóloga que recomendou os registros turvos de sua vida. Visões urbanas e alcoolizadas, mulheres e teorias da conspiração povoam esses manuscritos virtuais, sempre assinados como Nadal Goulart. Metalúrgico, pai e um monte de outras coisas que não precisam ser ditas por que ninguem perguntou.





Olhares

Como disse, estou de bicicleta
Nunca tive nem licença p carro, q dirá um carro meu
E troço os momentos preso no trânsito e a uma direção pelo bar, terça feira as 14 horas
Quem está errado?
Posso não estar muito certo, mas os olhares de desejo e inveja provam q eu não fiz errado
Fiz o q todos querem fazer
Se libertar de amarras sociais e capitalistas
P ter momentos menores e bem mais prazerosos
Bem mais
Tanto q mais um ônibus passa
Mais uma dezena de olhares
E mal começou o verão
Ainda terão muito o q olhar
Vou pedir mais uma!
Boa tarde Nadal.

Páginas: 1 2

Hügo Mendigo
Olhares

Como disse, estou de bicicleta
Nunca tive nem licença p carro, q dirá um carro meu
E troço os momentos preso no trânsito e a uma direção pelo bar, terça feira as 14 horas
Quem está errado?
Posso não estar muito certo, mas os olhares de desejo e inveja provam q eu não fiz errado
Fiz o q todos querem fazer
Se libertar de amarras sociais e capitalistas
P ter momentos menores e bem mais prazerosos
Bem mais
Tanto q mais um ônibus passa
Mais uma dezena de olhares
E mal começou o verão
Ainda terão muito o q olhar
Vou pedir mais uma!
Boa tarde Nadal.

Páginas: 1 2