Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Mattüs
Mattüs – besta do submundo das antiartes e agitos psicoquímicos - é uma aberração natural de Palmeira dos Índios (AL) e habita o underground maceioense há mais de uma década. A figura surgiu na literatura através do universo dos fanzines, sendo editor do grotesco zine marginal “Spermental” (2006-2013), “O Novo Pagão”, “Histórias pra Belzebu Dormir” e colaborador dezenas de outros zines com malucos de todo o país. Em 2016, lançou “O Beco das Almas Famintas” pela Livrinho de Papel Finíssimo Editora, a obra é um romance recheado de fábulas escatológicas que deram origem à “massacrelândia tropical” em que suas histórias pútridas são ambientadas: neste livro-inferno são abertas as portas da Cidade Sereia, uma pequenina metrópole sanguinária que odeia os miseráveis e está disfarçada de Califórnia brasileira, um reino de caos, diversão e destruição persiste, tornando-se um dos temas chave na narrativa de “A Febre do Infinito” (2018), segundo romance do autor.
O monstro também é roteirista/produtor da degenerada “Scoria Filmes”, produtora filmes trash/experimentais nascida há mais de uma década e com cerca de 10 trabalhos; dentre eles, os curtas “Psychodemia” (2009), “O Panorama da Carne” (2013) e o média metragem “Surf Kaeté” (2015). Não satisfeito em destruir a dignidade da literatura e do cinema, Mattüs ainda participa do projeto antimusical “Power of The Nóia”, antibanda que carrega quase uma dezena de lançamentos recheados de insucessos.




De Volta ao Planeta Lamma

Tossi o velho catarro entalado há meio século e proferi versos divinos:

“Amor é ilusão!
Casei com Mulé de Segunda Mão.
Porque Mulé que já teve mais de um homem na vida
Não se acostuma com um homem só não…
Mas mesmo assim,
Amor volte pra mim!
Eu não me importo se você foi Arrombada
Nas madrugadas pelos canalhas… “

Sentia o sangue da felicidade escorrer dos meus olhos cheios de remelas e imundar o chão com pura sabedoria. Afinal, ao pronunciar tais versos as grandes TVs malignas ruíram até se resumirem a um imundo pó ignorante…

**Lixxo: Os versos inseridos foram adaptados de canções do lendário Damião Experiença, a salvação da Antimúsica brasileira…

Páginas: 1 2 3

Mattüs
De Volta ao Planeta Lamma

Tossi o velho catarro entalado há meio século e proferi versos divinos:

“Amor é ilusão!
Casei com Mulé de Segunda Mão.
Porque Mulé que já teve mais de um homem na vida
Não se acostuma com um homem só não…
Mas mesmo assim,
Amor volte pra mim!
Eu não me importo se você foi Arrombada
Nas madrugadas pelos canalhas… “

Sentia o sangue da felicidade escorrer dos meus olhos cheios de remelas e imundar o chão com pura sabedoria. Afinal, ao pronunciar tais versos as grandes TVs malignas ruíram até se resumirem a um imundo pó ignorante…

**Lixxo: Os versos inseridos foram adaptados de canções do lendário Damião Experiença, a salvação da Antimúsica brasileira…

Páginas: 1 2 3