Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Pancho Belo Romariz
Há muito tempo, uma criança uniu a solidão e a perda à humanidade.
Ultimamente, é um espectro mortal.





Fechar dos Olhos

“Pesa-me a vista, as pálpebras cansadas

Rendem-se e apagam as minhas cores

Num fechar de verticais cortinas.

 

Fica escuro…

Escuro.

 

Quando em esforço forço os globos

Para ver, percebo estrelas na densa escuridão

Do meu mundo interior

 

É difícil andar assim…

Mesmo vendo estrelas

Há mais espaço sideral que luz em mim.

 

Aqui dentro, tudo é

Escuro…

 

Escuro.”

 

 

Pancho Belo Romariz
Fechar dos Olhos

“Pesa-me a vista, as pálpebras cansadas

Rendem-se e apagam as minhas cores

Num fechar de verticais cortinas.

 

Fica escuro…

Escuro.

 

Quando em esforço forço os globos

Para ver, percebo estrelas na densa escuridão

Do meu mundo interior

 

É difícil andar assim…

Mesmo vendo estrelas

Há mais espaço sideral que luz em mim.

 

Aqui dentro, tudo é

Escuro…

 

Escuro.”