Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
Rodrigo A. Leonardi
Rodrigo A. Leonardi, fanático por literatura maldita e contos góticos. Desenhista técnico, cinéfilo. Como Músico ja fui baixista/vocalista e principal compositor da banda death grind Abuso Verbal. Colecionador de tudo que é interessante. Comecei a pegar gosto em escrever, quando li "O Capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio", de Bukowski, em um sórdido verão de 2011. Tenho um canal no YT, onde faço entrevistas com bandas autorais e começaremos em breve a fazer documentários sobre diversos temas, sempre voltado a música pesada e a cultura alternativa.






Oras Bolas

As espeluncas sempre me davam inspiração para continuar a viver. Gostava dos bares sujos, com copos amarelados, velhos como minha mente desvairada. Coberto de culpa por ainda não ter conseguido, de certo modo planejar minha mente, para conseguir continuar.

Goles e tragos, uma combinação perfeita. Talvez o amor, suprisse isso. Mas quem disse que ele nos contenta? Oras bolas, apenas quero bebericar algo, pra passar a hora. Oras bolas, não precisaria de paixões e conexões perfeitas. Isso não cabe a mim. Isso apenas me daria um suposto titulo de normal. Amar é normal. Difícil e trocar isso pelos tragos e os goles. Goles marginais. Crenças estupidas, ausente de conhecimento. As vezes é bom ficar no seu cantinho, esperando, observando como os humanos vivem. Oras bolas, que esse trago, fique bem claro o que necessito… de mais um trago. 

 

 

Rodrigo A. Leonardi
Oras Bolas

As espeluncas sempre me davam inspiração para continuar a viver. Gostava dos bares sujos, com copos amarelados, velhos como minha mente desvairada. Coberto de culpa por ainda não ter conseguido, de certo modo planejar minha mente, para conseguir continuar.

Goles e tragos, uma combinação perfeita. Talvez o amor, suprisse isso. Mas quem disse que ele nos contenta? Oras bolas, apenas quero bebericar algo, pra passar a hora. Oras bolas, não precisaria de paixões e conexões perfeitas. Isso não cabe a mim. Isso apenas me daria um suposto titulo de normal. Amar é normal. Difícil e trocar isso pelos tragos e os goles. Goles marginais. Crenças estupidas, ausente de conhecimento. As vezes é bom ficar no seu cantinho, esperando, observando como os humanos vivem. Oras bolas, que esse trago, fique bem claro o que necessito… de mais um trago.