Maldohorror - Coletivo de escritores fantásticos e malditos.
William Fontana
Pseudônimo de Gerson M.A. fotógrafo, contista, novelista, ensaísta, teólogo, filósofo e pedagogo por formação. Portador da Síndrome de Aspeger com dupla excepcionalidade, superdotado (Qi 163) e cristão, trabalhou em eventos culturais nas Lonas Culturais no Rio (2002) onde produziu e fotografou, com fotos publicadas em jornais cariocas. Posteriormente trabalhou na Globo como fiscal de figuração pela agência MMCDI na novela Avenida Brasil (2012). Membro votante do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Rio de Janeiro, membro do CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica), UBE (União Brasileira de Escritores) e da Sal (Sociedade de Artes de São Gonçalo), escreveu artigos para a Revista Somnium, teve mais 35 contos selecionados e publicados na Revista Litera, site Maldohorror, Primeiro Capítulo, Conexão Literatura, Creepypasta Brasil, Revista Literomancia, nas antologias Arte do Terror, Mirage, Nemephile, assim como autor da semana com artigos de destaque na Obvious Mag. Finalista de diversos concursos literários, tendo os contos 'O Poço' (2017) e ‘Inominável do Além’ (2018) e 'Império de Tendor' (2019) selecionado como um dos melhores de seus respectivos anos pela revisa Litera Livre. Tem 30 livros escritos e dois publicados, 'Adormecidos' (2011 - Ryoki Produções) e 'Síndrome Celestial' (2013 - Ed. Multifoco).






A Irmandade de Giges

– Não acredito nisso! – Vociferou ela consternada. – Um conluio de bruxos negros afim de se tornarem deuses perversos.

Todavia ao vociferar eles ouviram algo se mover entre as moitas. Um vento sinistro então irrompeu e o que eles contemplaram era como um risível erro de jogos eletrônicos. Objetos começaram a se sobrepor e pedras atravessarem pedras quando repentinamente eles fitaram um dos homens de terno negro levitar em sua direção. Num grunhido o absurdo inverossímil remetia a uma alucinação como se a mais profana loucura tivesse sido projetada na realidade quando Kim percebeu estar atravessando o braço de Silva e uma dor lhes lancinante lhes sobrevieram tenebrosa, os fulminando. Aquela era a origem do egoverso, sendo uma loucura coletiva e compartilhada, ou não.

 

Páginas: 1 2 3

William Fontana
A Irmandade de Giges

– Não acredito nisso! – Vociferou ela consternada. – Um conluio de bruxos negros afim de se tornarem deuses perversos.

Todavia ao vociferar eles ouviram algo se mover entre as moitas. Um vento sinistro então irrompeu e o que eles contemplaram era como um risível erro de jogos eletrônicos. Objetos começaram a se sobrepor e pedras atravessarem pedras quando repentinamente eles fitaram um dos homens de terno negro levitar em sua direção. Num grunhido o absurdo inverossímil remetia a uma alucinação como se a mais profana loucura tivesse sido projetada na realidade quando Kim percebeu estar atravessando o braço de Silva e uma dor lhes lancinante lhes sobrevieram tenebrosa, os fulminando. Aquela era a origem do egoverso, sendo uma loucura coletiva e compartilhada, ou não.

 

Páginas: 1 2 3